Resenha: Dezesseis Luas

Livro: Dezesseis Luas

Autor: Kami Garcia e Margaret Stohl

Editora: Galera Record

Um dos livros mais esperados no Brasil este ano  , Dezesseis Luas, o primeiro livro da série Beautiful Creatures, desembarca aqui, pela editora Galera Record. O livro de estréia das autoras Kami Garcia e Margaret Stohl, vem ganhando muitos elogios pelas resenhas da blogosfera. Seja bem vindo ao mundo dos conjuradores, maldições e da paixão de Ethan e Lena.

“Algumas paixões estão predestinadas… outras são almaldiçoadas.”

Ethan vive em uma cidadezinha pacata chamada Gatlin, no sul dos Estados Unidos, tudo é igual desde sua infância, as meninas se vestem do mesmo jeito, muitas pessoas ainda lamentam a morte de sua mãe, e o programa mais legal da garotada é ir a única sala de cinema da cidade chuvosa Gat-lixo. Quase todo o dia ele tem um pesadelo sem fim com uma garota. O ano letivo começa e ele se depara com o novo assunto da escola Lena Duchannes, a sobrinha do assombroso Macon Ravenwood, a garota dos seus sonhos literalmente. O casal encontra um medalhão antigo, que leva a  flashbacks da vida de Genivieve na Guerra fria, e que trará respostas ao que Lena pode esperar por ser uma Natural,  e sobre a chegada de seu 16° Aniversário, quando ela completará Dezesseis Luas e será escolhida para viver na Luz ou nas Trevas.

O ponto de vista é de Ethan, o garoto que sonha em sair de sua cidade natal e  de ver seu pai sair depressão. Realmente, o livro não poderia ser contado da forma melancólica de Lena, porque ela sofre muito em todo processo, com tantos mistérios que envolvem sua família, sua vida, e seu futuro. Assim, Ethan emociona e nos diverte muito, com as percepções que só um garoto poderia ter, a par de seu amigo, Link ( sabe aquelas amizades nostálgicas de infância que duram a vida toda, nada nos magoa a ponto de eu te odiar, Link de uma forma totalmente humana te cativa.).

Lena é uma natural, um ser poderoso acima dos Conjuradores, uma raça de pessoas que tem algum tipo de dom mágico. Ela passa por muitas dificuldades tratadas de uma forma gótica que agrada muito na leitura, com poemas, músicas, e escrever com a mente nas paredes, tudo que sente, além das tempestades quando esta enfurecida com algo. Lena me cativou por suas manias particulares que rendem cenas fofas, e tensas, como o colar que ela tem com coisas simples do dia-a-dia que trazem o passado minimamente simplista da personagem.

A história tem muitos personagens cativantes e fortes, como as filosofias e princípios de Macon, e o instinto maternal e mandingueiro de Amma, a mulher que ajudou a criar Ethan. O cenário é tão rico, descrito de uma forma gótica, e de tantos segredos que você precisa ler mais e mais para tentar absorver mais do mundo e das leis dos conjuradores. Cada conjurador da família de Lena tem um poder, e para cada poder as autoras detalharam de forma brilhante, encantadora e tensa.

Este livro me surpreendeu, quando eu li a sinopse eu realmente o desejei sua leitura, mas depois de lê-lo desejo muito mais o segundo volume que ainda não tem data de lançamento no Brasil. O mundo que as autoras criaram é realmente brilhante, um romance,  que envolve magia, reencarnações, trevas  e luz, e muitos mistérios, e a cada capitulo mais e mais mistérios se entrelaçavam,  e você ficava com sede de respostas, e esperando mais da criatividade das autoras,  e elas não decepcionam.

A série Beautiful Creatures já conta com 3 livros nos EUA, e seus direitos foram comprados pela Warner Bros,  o primeiro filme contará com a direção de  Richard LaGravenese. O jeito é torcer para que a adaptação seja digna do livro!

O melhor livro de magia que eu li este ano. Super recomendado! O livro de literatura Fantástica que estava faltando em sua prateleira!Boa leitura!

Gostou da nossa resenha? Então aproveite a oportunidade e compre o seu exemplar de “Dezesseis Luas” pelo link do Bookeando e nos ajude a manter o site!

About Lica

Zootecnista, amante dos bichos, livros, séries, e filmes.