Google+
Notícias
0

Review / S. (O Navio de Teseu)

S O Navio de Teseu J J Abrams Doug DorstLivro: S. (O Navio de Teseu)

Autor: J. J. Abrams, Doug Dorst

Editora: Intrínseca

Existe um bom motivo para mudarmos o título de “resenha” para “review”: S., o lançamento da Editora Intrínseca, supera a barreira de obra literária para algo que vai além de uma simples leitura. Livro objeto, livro quebra-cabeça, livro-jogo ou até mesmo livro interativo e que leva ao extremo o termo “hipertexto”, somente possível graças ao excelente projeto gráfico, e que nos permite a chance de termos em mãos um livro não-linear. Classifique como quiser, mas saiba que você está prestes a ler uma narrativa brilhante, com tramas e mistérios repletos de níveis de entendimento de acordo com o seu grau de interesse ou dedicação.

O livro, escrito por V.M. Straka e traduzido por F.X. Caldeira, se chama O Navio de Teseu e quando começamos a ler percebemos que ao redor (nas margens, além das notas de rodapé do tradutor) existem duas pessoas conversando por meio de anotações: conheça Eric e Jen. Pronto! É aqui que paramos com os comentários sobre a história (ou as histórias) que o livro carrega para não estragar absolutamente nada da sua experiência, afinal não temos apenas um livro e sim a oportunidade de ler vários livros.

Todo o trabalho de J. J. Abrams e Doug Dorst possibilita ao menos três maneiras de leitura e isso transforma a sua experiência a partir do momento em que você abre o selo do box que envolve o livro perdido de uma biblioteca, que S. simula ser. Abaixo fizemos um pequeno guia de como você pode ler o seu livro:

  1. O que não recomendamos: Leia tudo de uma vez. Página por página, todas as anotações nas margens e pare a cada momento para dar atenção aos conteúdos anexados ao livro. Cuidado! É muita coisa para você assimilar ao mesmo tempo.
  2. O que nós fizemos: Seja seletivo e retorne ao começo 3 vezes. Dê atenção apenas ao livro escrito por V.M. Straka e às notas de tradução de F.X. Caldeira, para numa segunda leitura acompanhar as anotações de Eric e Jen. Por último, e assim conseguir resolver os 3 mistérios principais do livro (afinal existem mais enigmas a serem destrinchados e que por enquanto temos algumas teorias), use todos os anexos para acrescentar elementos ao quebra-cabeça.
  3. O que você não pode fazer: Ler apenas a história principal, para descobrir somente sobre o homem desmemoriado e misterioso, ignorando as anotações nas margens e nos conteúdos extras, apenas observando as notas de tradução.
  4. Esteja preparado para ler com um bloquinho de anotações ao lado (se não quiser rabiscar seu livro) e disposto a parar sua leitura para pesquisas (breves ou longas) na internet. Se perder a posição dos anexos, este Wiki pode te ajudar!

Um elemento importante e que você vai notar logo de início é que as anotações de Eric e Jen existem em 5 cores diferentes. Não vamos estragar a surpresa, mas é nesse ponto que a não-linearidade do livro existe ainda mais forte, pois elas não necessariamente foram escritas em ordem cronológica de acordo com a leitura principal de O Navio de Teseu.

Se a não-linearidade existe também nas anotações, o hipertexto também existe desde o início. Basta você puxar um dos anexos que existe entre as páginas e dar atenção para eles, sendo jogado numa torrente de conteúdo e, em alguns casos, obrigando você a fechar o livro, tomar notas e buscar por mais informações na internet.

Doug Dorst deixou claro as suas referências aos jogos semióticos de Umberto Eco e o surrealismo de Jorge Luis Borges, com seus labirintos, escritores fictícios e sonhos. Não é difícil perceber a influência dos livros-jogos da década de 80 e 90, que abstrai o uso de dados do RPG para o uso de documentos, anotações e pistas. Estas de um labirinto muitas vezes sem saída ou que vai exigir de você mais atenção e dedicação ao pesquisar (inclusive ficando de olho no Twitter do autor). Impossível ler S. e não lembrar de O Jogo da Amarelinha, de Julio Cortázar, ou até mesmo a coleção de livros infantis, Salve-se Quem Puder, que me deixou fascinado pela temática da não-linearidade e hipertextualidade desde muito cedo.

Comentamos sobre as características de outros trabalhos de J. J. Abrams presentes em S. e é fascinante pode ver um pouquinho de cada trabalho, seja para cinema ou TV, construindo uma história nova e que exige tanto do leitor. Numa época em que temos livros de qualquer gênero que se apoiam em triângulos amorosos apenas para criar tensões e chamar atenção do público jovem, S. vai na contramão e se mostra uma opção inteligente de leitura em meio ao mar de “qualquer coisa” que vemos nas livrarias hoje em dia.

Quem é V.M. Straka e F.X. Caldeira? F.X. Caldeira é V.M. Straka? Quem é o misterioso homem que persegue o ex-aluno de pós-graduação? O que o símbolo S. significa? O mito de Teseu faz realmente parte do livro? Devemos seguir o macaco? Por quê sempre 19? Para o que serve a roda de Eötvös? Acontecimentos de Espaço-Tempo? Cadê o 10º capítulo? É assim que termina? Essas são algumas das perguntas que possivelmente você terá durante a leitura. De início talvez você não entenda muito bem o que está lendo, mas vai se apaixonar por S. quando perceber que o livro não vai entregar as respostas sem a sua ajuda.

Esse é mais um daqueles livros que nunca terminam e sempre estará vivo na sua memória, que vai reviver aquela necessidade de comentar sobre a história com os outros e criar teorias com os amigos ou entrar em fóruns, lista de discussão ou wikis para saber o que estão comentando e as informações que deixou passar. J. J. Abrams e Doug Dorst criaram não somente um livro, e sim algo viciante que vai te prender como nenhum livro dos últimos anos jamais conseguiu fazer.

0

Doctor Who também em livro de colorir!

Depois do anúncio sobre Harry Potter ter o seu próprio livro de colorir, chegou a hora dos fãs de Doctor Who comemorarem. A Penguin Random House divulgou a capa do livro de colorir da série da BBC.

Doctor Who Livro Colorir

Além da capa você confere o preview divulgado pelo Twitter da Editora…

E se não for o suficiente, o BuzzFeed divulgou 7 ilustrações como preview do livro que vai sair dia 23 de fevereiro apenas nos EUA e Europa. Até o momento ainda não temos informações sobre o lançamento no Brasil.

0

Lançamento de Perdido em Marte em DVD e Blu-Ray

Depois da nossa resenha de PERDIDO EM MARTE (não leu ainda? Clique aqui!), chegou a hora de falarmos sobre o lançamento para DVD, Blu-Ray e Blu-Ray 3D.

lancamento-perdido-em-marte-dvd-blu-ray

Do lendário diretor Ridley Scott (Alien, Prometheus) vem uma emocionante história de força humana e vontade de sobreviver. Durante uma missão a Marte, o astronauta americano Mark Watney (interpretado pelo vencedor do Oscar, Matt Damon) é dado como morto e deixado para trás. Mas Watney ainda está vivo. Contra todas as probabilidades, ele deve encontrar uma maneira de fazer contato com a Terra na esperança dos cientistas elaborarem um plano de resgate para buscá-lo de volta para casa. O filme é baseado no best seller de Andy Weir.

PERDIDO EM MARTE traz um vislumbre realista da vida no espaço que você pode ter na sua casa. Além de encantar o público de todo o mundo, o filme é um dos mais bem avaliados do na pela crítica.

O Blu-ray, Blu-ray 3D e Filme Digital HD terão 90 minutos de conteúdo extra incluindo uma retrospectiva exclusiva, recém produzida e estrelada por Jeff Daniels, Chiwetel Ejiofor e Sean Bean sobre a verdadeira história por trás do resgate ousado que ocorreu sete anos atrás. PERDIDO EM MARTE também inclui dois documentários de making of e mais.

BÔNUS do DVD: Erros de Gravação; Ares III: Despedida; A Coisa Certa; Ares: Nossa Maior Aventura; Deixe sua marca; Tragam-no para Casa; Trailer.

BÔNUS do BLU-RAY: Sinal obtido: roteiro e direção; Invadindo Marte: Elenco e Figurinos; Erros de Gravação; Ares III: Ajuste de foco; Ares III: Despedida; A coisa certa; Ares: Nossa maior aventura; Deixe sua marca; Tragam-no para casa; Trailer; Galeria de arte da produção.

0

Mr Mercedes, novo livro de Stephen King, chega em Março

Editora Suma de Letras anunciou o lançamento de Mr. Mercedes, o novo thriller policial de Stephen King, que chega às livrarias em março e em pré-venda nas próximas semanas. Uma alucinante corrida contra o tempo, em que três heróis improváveis tentam impedir um assassino de acabar com milhares de vidas.

Stephen King Mr Mercedes

[Sinopse: Ainda é madrugada e, em uma falida cidade do Meio-Oeste, centenas de pessoas fazem fila em uma feira de empregos, desesperadas para conseguir trabalho. De repente, um único carro surge, avançando para a multidão. O Mercedes atropela vários inocentes, antes de recuar e fazer outra investida. Oito pessoas são mortas e várias ficam feridas. O assassino escapa.
Meses depois, o detetive Bill Hodges ainda é atormentado pelo fracasso na resolução do caso, e passa os dias em frente à TV, contemplando a ideia de se matar. Ao receber uma carta de alguém que se autodenomina o Assassino do Mercedes, Hodges desperta da aposentadoria deprimida, decidido a encontrar o culpado.

Mr. Mercedes narra uma guerra entre o bem e o mal, e o mergulho de Stephen King na mente obsessiva e psicótica desse assassino é tão arrepiante quanto inesquecível.]

0

Versão animê de Harry Potter

Depois de muitas fanarts durante mais de uma década, finalmente os fãs terão uma versão animê oficial de Harry Potter. A Warner Bros. e J.K. Rowling aprovaram e divulgaram uma linha no estilo animê para produtos da franquia Harry Potter exclusiva para o Japão.

O lançamento será feito com 12 cards contendo o desenho de alguns personagens como, por exemplo, Harry, Ron, Hermione, Draco e Dumbledore, além de uma ficha sobre cada um deles. Os cards podem ser encontrados em lojas especializadas em artigos de animês e no valor de U$ 3,15 cada.

Card Harry Potter Chibi

A proposta é que a linha de produtos seja expandida até a primavera japonesa, com o lançamento de selos, pins e chaveiros. Fiquem de olho no Bookeando para saber mais notícias sobre os adoráveis produtos japoneses com os personagens de Harry Potter em versão chibi/SD.

Fonte: CBR – ComicBook Resource

0

Novo vídeo de Animais Fantásticos com o elenco e produtores

A Warner Bros. divulgou essa semana o primeiro vídeo oficial de Animais Fantásticos e Onde Habitam, com depoimentos de alguns atores e os responsáveis pela adaptação da obra literária.

O excêntrico magizoologista Newt Scamander (Eddie Redmayne) viaja a Nova York (por uma razão que não vamos divulgar) com sua fiel mala mágica. É uma daquelas mochilas pequenas expansíveis, como a usada por Hermione em ‘Harry Potter e as Relíquias da Morte’, e dentro dela habita uma coleção de criaturas mágicas raras e ameaçadas que Newt conseguiu resgatar em sua viagem pelo mundo.

Harry-Potter-Animais-Fantasticos-e-Onde-Habitam

Quando chega na América, ele descobre que a Comunidade de Bruxos está sendo perseguida por Trouxas (chamados de Muggles na Inglaterra, e de No-Majs nos EUA). Com a ameaça de exposição pública ainda mais grave do que no Reino Unido (lembram-se dos julgamentos das bruxas de Salem?), Newt resolve ajudá-los.

‘Animais Fantásticos’ é a história do que acontece quando este assistente inglês excepcionalmente hábil viaja para a América com uma variedade de suas criaturas, alguns bastante perigosas… e elas conseguem escapar de sua mala.

Com estreia marcada para 18 de Novembro, o filme segue com grande elenco e promete ser um revival da febre Harry Potter para deleite dos fãs. Eddie Redmayne (A Teoria de Tudo), Katherine Waterston (Vício Inerente), Alison Sudol (Transparent), Dan Fogler (Secrets and Lies), Colin Farrell (Um Conto do Destino), Samantha Morton (Miss Julie), Ezra Miller (As Vantagens de Ser Invisível) e Ron Perlman (Hellboy) e Jon Voight (Transformers) fazem parte do elenco, com direção de David Yates e roteiro da própria autora J.K. Rowling.

Fonte: CinePop e Cinema com Rapadura

0

J. J. Abrams e a mente por trás de S.

Continuando o especial da #SemanaS, chegou a hora de falarmos sobre a mente por trás do livro quebra-cabeça e as influências que existem em S..

S-Livro-J-J-Abrams-02

J. J. Abrams é considerado uma das mentes brilhantes dessa e da última década e, não somente a ideia que nasceu há 15 anos ao encontrar um livro num aeroporto, mas sim o talento nato do diretor de cinema em criar mistérios e fantasias cativantes, que ao mesmo tempo nascem com grandes mistérios ao redor. Chegou a hora de você entender todas as referências que a carreira do diretor e produtor de Hollywood estão nesse lançamento da Editora Intrínseca.

Para mim, Rafael Nery, é fácil comentar sobre J. J. Abrams, pois acompanho o seu trabalho desde Armageddon (1998) e o estilo presente em seus trabalhos só me levaram à experiências gratificantes. Não apenas por ele ser o diretor do novo Star Wars (o que será algo eternamente incrível para mim), mas tudo em seu primeiro trabalho literário me surpreendeu e, no final da leitura, me fez refletir que eu tinha em mãos algo que não poderia ser melhor e que carrega o que existe de melhor da carreira dele.

J-J-Abrams-S-Livro-VM-Straka

S. é um conjunto de características já familiares para os fãs de Abrams. A personalidade forte e curiosa de Jen, que parece ter sido retirado dos seriados FelicityAlias, Eric ganhando espaço como o detentor de conhecimentos importantes para a “sobrevivência” durante a história como se fizesse parte do universo de Person of Interest, a narrativa de O Navio de Teseu carrega o fantástico que vimos em Fringe e que ganha ainda mais força com as principais influencias de LOST: V.M. Straka, como a entidade/personagem misteriosa, a não-linearidade que a leitura das anotações e suas cores permitem e os elementos anexos que compõem o quebra-cabeça.

O diretor e produtor é conhecido por usar elementos que escondem o que ele deseja que nós, fãs do seu trabalho, encontremos para aproveitar 100% do conteúdo. Seja com elementos do romance ao suspense assustador, nada em que J. J. Abrams trabalha é fácil de se obter e com S. não seria diferente. Super 8 e Cloverfield nos provaram que podemos apreciar uma boa história com receio do que possa se revelar por trás de algum mistério ou nos instigar em buscar a resolução de enigmas; por esse motivo a leitura de O Navio de Teseu nos reserva elementos que complementam a jornada para descobrir quem é V.M. Straka ao mesmo tempo em que funciona como uma narrativa que também pode ser lida despretensiosamente.

J-J-Abrams-02

Em S., nada funciona sozinho. Assim como pudemos perceber nos últimos três filmes da franquia Missão Impossível, em que Abrams participa como produtor, alguns elementos brincam com a urgência em se descobrir, por meio de pistas, aquilo que pode até ser encarado como uma “ameaça”, e que em S. nos é apresentado por Eric e sua dissertação. Esse jogo de gato e rato, para chegar à resolução, faz com que as anotações ao redor do livro e os elementos anexados durante a história acrescentem as informações para transformar o livro em um objeto de entretenimento, estudo, desafio e que, como o próprio Doug Dorst comentou em entrevista ao New Yorker, algo que vai maravilhar o leitor.

Uma grande ideia e trabalho que merece ser lembrada como parte da carreira de sucesso de J. J. Abrams, S. chega para complementar tudo o que já vimos até agora e expandir as possibilidades de consumir o melhor estilo de entretenimento que, junto a Doug Dorst, foi criado para deixar de lado as histórias simples e bobas, que o mercado insiste em publicar, nos transportando para dentro da narrativa, exigindo do leitor sua participação e reflexão.

J-J-Abrams-01

S. também é LOST, Cloverfield, Super 8, Alias, Person of Interest e até mesmo Star Wars, ao brincar com o Mito de Teseu e a homenagem ao substituir o original por algo novo. S. tem o melhor de J. J. Abrams e para mim será sempre um dos melhores livros que já li criado pelo meu diretor preferido.

0

A Torre Negra / Idris Elba será o Pistoleiro na adaptação

Para a alegria de muitos e o alívio de todos, a Sony Pictures confirmou a contratação de Idris Elba (Luther e Pacific Rim) para o papel do Pistoleiro, em A Torre Negra. Ainda existe muita especulação entorno da possível contratação de Matthew McConaughey como Homem Negro, o vilão da série criada por Stephen King.

Idris-Elba-Pistoleiro-Torre-Negra

A Torre Negra, com posta por 8 livros, vai ganhar uma adaptação cinematográfica e posteriormente uma série de TV, porém ainda não sabemos como funcionará a parte de elenco para toda a franquia ou qual o foco da adaptação para a TV. O filme segue com estreia para 13 de janeiro de 2017.

0

Resenha / Star Wars: Sombras do Império

Star Wars Sombras do ImpérioLivro: Sombras do Império

Autor: Steve Perry

Editora: Aleph

Sombras do Império foi um dos responsáveis por me introduzir ao universo expandido de Star Wars. Tive uma breve experiência com Dark Forces, como jogo para PC, porém foi Shadows of the Empire o grande responsável para me levar por um mundo totalmente novo daqueles filmes que eu tanto amava.

O autor Steve Perry nos transporta para os recentes acontecimentos pós-episódio V, O Empério Contra-Ataca, em que Luke, Leia e Chewbacca iniciam seus planos para resgatar Han, então congelado em carbonita e nas mãos dos caçadores de recompensa. É dessa oportunidade que o autor nos apresenta à um novo personagem: Dash Rendar, um mercenário que não tem grande destaque no livro, mas serve para dar início ao, até então, principal projeto multimídia de Star Wars, em que ele seria melhor trabalhado no jogo para Nintendo 64 (e um dos meus preferidos da saga). Minha única crítica ao personagem é ter surgido como alternativa ao vácuo criado pela ausência de Han Solo, afinal não precisamos de um novo malandro e que inclusive ande por aí em uma nave Coreliana com um design que nos lembra a Millennium Falcon, né?

Ao contrário da participação simplória de Rendar, o autor Steve Perry continua trabalhando em Darth Vader como o vilão que conhecemos no Episódio V, em sua caçada à Luke Skywalker, ao mesmo tempo que nos apresenta um lado mais humano e menos maligno, ao usar seus poderes Sith para seu benefício próprio, nos presenteando com uma das melhores de todo o selo Legends.

O Lado Negro recebe um grande suporte, fazendo com que Vader não seja o principal vilão do livro e nos apresentando um personagem que os leitores vão amar e odiar ao mesmo tempo. Estamos falando de Xizor, um Faleen (raça reptiliana) responsável pelo Sol Negro, a maior organização criminosa da galáxia. Um personagem fascinante e digno de ser comparado ao Grande Almirante Thrawn (menos inteligente, eu diria), porém apenas mais uma ferramenta de Palpatine. Sua ganância e confiança exarcebada fazem com que seus planos para destruir Darth Vader, ao matar Luke Skywalker, seria suficiente para ocupar um lugar ao lado do Imperador.

Nesse meio tempo o autor ainda consegue desenvolver conteúdos que se amarram à trama principal como, por exemplo, o envolvimento da Aliança Rebelde na tentativa de resgatar Han das mãos de Boba Fett, Lando tentando se redimir de sua “breve” traição durante o quinto filme da saga, Luke em sua missão de aprendizado da força e até mesmo tentando construir um novo sabre de luz, além da participação de Guri, a androide assassina de Xizor, uma das personagens que mais gostei no livro e as consequências de sua contribuição para a história. Só vamos pular a parte que envolve a participação da Princesa Leia! Leia e você nos entenderá (ou não!).

O autor conseguiu transformar Sombras do Império em uma continuação direta do Episódio V e nos preparar para o ataque ao Palácio do Jabba, em Tatooine, que temos no começo do sexto episódio. Foi capaz de introduzir três novos personagens, usados em jogos e quadrinhos, com histórias interessantíssimas e futuros muito bem explorados por outras mídias. Sua narrativa é simples, sem deixar a leitura cansativa durante a primeira parte do livro e explorando ainda mais as cenas de ação e as duas reviravoltas na segunda metade da leitura. Uma leitura obrigatória para todos os fãs de Star Wars!

Comece pelo livro para conhecer Xizor,, corra atrás do jogo para Nintendo 64 para conhecer melhor Dash Rander e não se esqueça dos quadrinhos, que abordam a jornada de Guri e também de Boba Fett. Um conjunto de conteúdo para nenhum fã botar defeito.

Gostou da nossa resenha? Então aproveite a oportunidade e compre o seu exemplar de Sombras do Império, e nos ajude a manter o site!

0

A Bela e a Fera, com Emma Watson, ganha data de estreia no Brasil!

Depois de muita espera e muito silêncio da Disney, finalmente temos a data de estreia da nova adaptação live-action de A Bela e a Fera. Inspirado no clássico La Belle et la Bête, de Gabrielle-Suzanne Barbot (Dama de Villeneuve, escrito em 1740), o filme chega ao Brasil em Março de 2017.

Emma Watson A Bela e a Fera

Calma… Isso não é um pôster oficial, apenas uma FanArt!

Depois do filme francês de 2014 que resgata a história original, e não a versão criada para a animação da Disney, é esperado uma versão hollywoodiana mais próxima da versão mais conhecida, um resumo da obra de Madame Villeneuve, publicado em 1756 por Madame Jeanne-Marie LePrince de Beaumont, no Magasin des enfants, ou dialogues entre une sage gouvernante et plusieurs de ses élèves. A primeira versão inglesa surgiu em 1757.

A nova versão da Disney conta com Bill Condon, da Saga Crepúsculo, na direção e com roteiro de Stephen Chbosky (As Vantagens de Ser Invisível) e Andrew Davies (O Diário de Bridget Jones). Alan Mencken retorna para a trilha sonora, após seu trabalho ser premiado com o Oscar de Melhor Canção pela música-tema da animação da Disney, em 1991.

Emma Watson, Ewan McGregor e Luke Evans fazem parte do grande elenco, porém ainda sem papéis definidos. Fiquem de olho no Bookeando para mais informações sobre esse esperado filme!

0

Capa de Herdeiro do Jedi, livro do novo cânone de Star Wars pela Aleph

Ontem a editora Aleph anunciou via Facebook e pelo site Omelete o lançamento de Herdeiro do Jedi, com a capa oficial nacional. O novo livro, escrito por Kevin Hearne, faz parte do novo cânone de Star Wars ao lado de Um Novo Amanhecer, Tarkin e Marcas da Guerra (que você confere a resenha dos dois aqui no Bookeando).

Star Wars Herdeiro do Jedi Editora Aleph

A trama se passa entre os Episódios IV e V. Ao lado de R2-D2 e uma nova recruta rebelde, Nakari Kelen, que tem muitos motivos para odiar o Império, Luke recebe a missão de resgatar, das mãos do Império, uma brilhante criptógrafa alienígena, conhecida por sua habilidade de decifrar até mesmo os sistemas de comunicação mais complicados. Confira abaixo um trecho divulgado pela editora via Omelete.

Trecho Livro Herdeiro do Jedi Star Wars Editora Aleph

Por enquanto ficamos esperando a confirmação da data de pré-venda e lançamento pela Editora Aleph! Fiquem de olho no Bookeando para mais informações.

0

Resenha / A Guerra dos Consoles

A Guerra dos Consoles Nintendo SegaLivro: A Guerra dos Consoles

Autor: Blake J. Harris

Editora: Intrínseca

Nintendo ou Sega? Mario ou Sonic? Essas eram as perguntas de muitas crianças, jovens e adultos na década de 90, que descobriam a magia dos consoles de mesa e passavam horas em seus jogos de 16-bits. Uma rivalidade que presenteava os fãs com os melhores personagens de franquias adoráveis e inesquecíveis! Prepare-se para um livro que vai te levar por detalhes e curiosidades sobre o backstage dessa guerra do entretenimento eletrônico e que definiu gerações de gamers, preparando o terreno para o que conhecemos hoje como games.

Esqueça tudo o que você conhece hoje sobre video game, pois o autor Black J. Harris vai te levar para o passado e remontar a história de dois grandes impérios: Nintendo e Sega. A Guerra dos Consoles é um relato jornalístico e romanceado sobre como a Sega conseguiu roubar, mesmo que brevemente, o primeiro lugar e abalar a hegemonia da gigantesca Nintendo. Uma leitura obrigatória para todos os gamers e fãs dessas duas empresas japonesas, confirmando o legado histórico e cultural que elas criaram.

Acompanhamos a história de Tom Kalinske, que saiu da Mattel e foi contratado durante suas férias no Havaí para substituir seu amigo e comandar o que seria a Sega of America em uma missão de (quase literalmente) destruir a Nintendo. Depois do seu sucesso com a marca Barbie e a revitalização das bonecas, evitando que ela fosse para o limbo, além de criar a marca do He-Man e vender pastilhas estampando a figura dos Flintstones, o conseguiu ver no horizonte uma forma de competir de igual com o concorrente e ainda provar a superioridade do seu produto.

Engraçado perceber que Kalinske assumiu o maior cargo dentro de uma empresa com uma filial que contava apenas com 50 pessoas, porém foi o único que, mesmo sendo novato nesse universo dos games, conseguiu perceber que poderia fazer com que as pessoas sentissem vontade de ter o Genesis nos EUA ou Mega Drive, como era conhecido no Japão e Europa, por ser uma novidade e uma revolução. Como ele faria isso? O então novo diretor apostou em mostrar para os americanos uma empresa descolada e que, diferente do conservadorismo japonês da Nintendo, apostava em um mascote diferente, com visual radical e que vinha acompanhado de um slogan que provocava os jogadores.

Welcome to the next level” (bem-vindo ao próximo nível/fase), deixava claro que a Sega of America seria a responsável por encarar os video games não mais como um mero brinquedo de criança, mas algo para todas as idades e também para a família. O público então era apresentado ao Sonic, um porco-espinho azul e com cara de mau, mas que surpreendeu a todos, conseguindo estabelecer uma base de fãs que só crescia e começava a ameaçar a Nintendo e sua franquia de maior sucesso, o Super Mario Bros. Melhor ainda é acompanhar o processo criativo do Sonic em contrapartida à criação do Mario e, como foi era o lançamento de IPs (propriedades intelectuais) novas para a recente geração de consoles que teriam Donkey Kong Country e Mortal Kombat como grandes representantes.

A guerra que conhecemos, mas que não fez parte do cenário brasileiro ou que não imaginávamos existir da maneira como é mostrada, funciona ainda mais como atrativo para a leitura com detalhes que nos aproxima de um universo mais comum aos brasileiros ao comparar à Coca-Cola e Pepsi, inclusive por usarem a mesma estratégia de levar o Sega Genesis lado-a-lado do Super Nintendo em pontos de venda para mostrar que eram superiores. Outro cenário familiar ao mercado nacional foi o que levou Kalinske a surpreender o mercado japonês ao oferecer um corte no valor do console americano e o jogo do Sonic de graça, que para os brasileiros era algo normal de se encontrar ao escolher um console, mas que foi estrategicamente pensado para aumentar o seu número de consumidores e consequentemente a venda de jogos, são alguns dos pontos fortes do livro e nos ensina muito mais a partir da descoberta sobre as estratégias de marketing e publicidade utilizadas nessa guerra. Acrescente ao mar de informações e curiosidades uma galeria de imagens preciosa e com legendas que nos ajuda a entender detalhes da história contada por Blake J. Harris.

Mesmo achando estranho em algumas partes a leitura tendenciosa por mostrar a Sega como um império em ascensão e queda, dando pouco espaço para a Nintendo e até mesmo a Sony, que surge próximo ao final do livro como ponto importante para o desfecho e formação do atual cenário das empresas que compõem o mercado de games, é impressionante a forma como o autor nos mostra detalhes sobre como a Sega foi sua própria vilã e conseguiu destruir a estratégia montada por Kalinske ao se perder em ideias fracas e protecionismo em relação ao lançamento do 32x, Sega Saturn e o que resultaria no fracasso do Dreamcast, enquanto a Nintendo anunciava o Nintendo 64 e a maneira que levou a Sony entrar nessa guerra com o lançamento do Playstation.

Não pense que apenas Kalinske figura como o grande nome por trás dessa história! Muitos outros personagens conhecidos e responsáveis pelo sucesso da Sega, Nintendo e Sony surgem como expoentes dessa guerra. Uma história surpreendente e com um final já conhecido, mas ainda mais fascinante quando visto de perto e com tantos detalhes; o autor soube manter uma narrativa agradável e fiel aos acontecimentos, mesmo tendo que recriar boa parte dos diálogos por meio de sua extensa pesquisa. Impossível largar o livro e parar sua leitura entre os capítulos, pois terminamos um já curiosos pelo que virá em seguida.

O livro é uma leitura fácil e rápida (mesmo com suas quase 600 páginas), afinal o autor nos presenteia com informações preciosas para os amantes da era 16-bits ou para uma geração mais nova que não acompanhou os games da década de 80 e 90. Mais que um livro, A Guerra dos Consoles é um presente para os fãs e que a Editora Intrínseca tratou tão bem ao traduzir e manter alguns termos/títulos, sem errar em nenhum momento (evitando a fúria dos gamers mais fervorosos). Um item obrigatório ao lado da sua estante de jogos e como material de referência para todas aquelas conversas sobre qual era melhor, Nintendo ou Sega? Se você não viveu a era de ouro dos games, comece agora que ainda dá tempo de correr atrás e se divertir com os consoles da época, e use esse livro como se ponto de partida para não deixar passar nada!

Gostou da nossa resenha? Então aproveite a oportunidade para comprar o seu exemplar de A Guerra dos Consoles pelo link do Bookeando e nos ajude a manter o site!

1

Resenha / Príncipe Lestat

Príncipe Lestat As Cronicas Vampirescas Anne RiceLivro: Príncipe Lestat

Autora: Anne Rice

Editora: Rocco

Anne Rice consegue se renovar com Príncipe Lestat e mostra ao mundo que as Crônicas Vampirescas ainda tem fôlego para contar uma boa história. Mais objetiva e com uma narrativa bem mais simples de se ler, a autora moderniza os seus vampiros, resgata os antigos e famosos personagens trazendo-os para os dias atuais, além de dar uma chance aos novos leitores, optando por flashbacks para aqueles que estão começando agora terem noção do que já aconteceu no passado.

A narrativa nos leva a conhecer o que aconteceu e por onde andou Lestat nas últimas décadas, sua vida com a Rainha dos Vampiros e o seu encontro com Vikto, um vampiro médico, que usa o anti-herói para testes de sua discussão sobre a maldição vampírica pelo ponto de vista científico.

No presente, Lestat está recluso em sua crise existencial ao negar todos os vampiros, porém uma recente onda de assassinatos entre as criaturas da noite e uma voz em suas mentes ordenando-os que se matem, depois que a proliferação de vampiros fugiu ao controle. Isso faz com que Lestat seja procurado e invocado por todos, afinal mesmo sendo um anti-herói ele é o único capaz de liderar e trazer ordem ao mundo dos filhos da noite. E com o esforço mútuo, destacado pelas transmissões de rádio do pequeno Benji Mahmoud, Lestat retorna para resolver esse mistério que nos levará a muitas respostas e surpresas durante o livro.

Como um presente para os fãs (e um pedido de desculpas pelo seu último livro), a autora trás de volta Armand, Louis, Pandora e Flavius, Mekare e MaharetGabrielle, o guardião de Talasmaca, David Talbot, o filho do milênio, Marius e o temido Amel. Esses são alguns dos personagens que retornam (não falaremos outros para não estragar a surpresa), além de construir novas e sedutoras criaturas sobrenaturais que realmente ganham espaço entre os já consolidados. Benji, Rose e Rhoshamandes podem ser considerados os “novos” destaques desse livro.

A misteriosa voz que já atormentava Lestat no passado e que parece ser a responsável por invadir a mente dos vampiros é um gancho e um respiro para a série, pois não só nos leva para dentro de uma excelente narrativa gótica e com o seu terror característico, mas também encerra com novos pontos sobre a mitologia do universo fantástico criado pela própria Anne Rice. Esse novo livro tem tudo o que existe de melhor na autora, incluindo a sexualidade dos seus personagens; não tem como não reconhece-lo como uma das melhores histórias publicadas por ela.

A autora e a editora Rocco se preocuparam com os novos leitores, afinal Entrevista com Vampiro foi publicado em 1976 (chegando ao Brasil apenas em 1990) e iniciando as Crônicas Vampirescas. Por esse motivo o livro conta com dois importantíssimos apêndices, um com personagens e a cronologia dentro do lore da série, além de um guia informal com todas as histórias desse universo. São 8 páginas fundamentais para quem está lendo esse livro e pretende ingressar de vez e acompanhar Lestat e os outros vampiros.

Gostou da nossa resenha? Então aproveite a oportunidade para comprar o seu exemplar de Príncipe Lestat pelo link do Bookeando e nos ajude a manter o site!

2

Confirmado novo filme de As Crônicas de Nárnia e o reboot da franquia

Depois de muito tempo sem notícias de um novo filme, As Crônicas de Nárnia finalmente terá um quarto filme e também um reboot! O produtor Mark Gordon confirmou, em entrevista para o Collider, que o próximo filme será a adaptação de A Cadeira de Prata (que nós já comentamos sobre o roteiro ano passado e você pode conferir aqui). De acordo com o produtor, não será uma sequência e sim um reboot, com um novo elenco, personagens e diretores.

Novo-Filme-Nárnia-A-Cadeira-de-Prata

A Cadeira de Prata é o quarto livro publicado e o sexto na ordem cronológica, porém o primeiro que não conta com a presença de qualquer um dos irmãos Pevensie. Neste livro está narrada somente a volta de Eustáquio até Nárnia na companhia de sua amiga Jill Pole. Desta vez eles conseguem ir até Nárnia através de um velho portão nos fundos da escola onde estudavam. Eles retornam após 70 anos da aventura vivida em A Viagem do Peregrino da Alvorada, quando o rei Caspian já está muito idoso e em busca de seu filho, o príncipe Rilian, perdido nas terras ao norte de Nárnia.

Desde o filme anterior já tivemos o indício dessa continuação, pois durante A Viagem do Peregrino da Alvorada, pudemos ver uma “fumaça” verde, indicando a presença da Feiticeira Verde e a grande vilã de A Cadeira de Prata. Isso sem contar na polêmica entre a cronologia dessa história e a próxima, do livro O Cavalo e o Seu Menino e O Sobrinho do Mago, que conta a origem de Nárnia, mas isso é assunto para outra hora.

Ainda sem data de estreia, agora é só esperar por notícias do elenco e a data de estreia do novo filme! Até lá, fiquem de olho no Bookeando para mais informações.

0

Resenha / A Bela e a Adormecida

A Bela e a Adormecida Neil Gaiman Chris RiddellLivro: A Bela e a Adormecida

Autor: Neil Gaiman

Ilustrador: Chris Riddell

Editora: Rocco

A Editora Rocco surpreendeu os fãs ao lançar A Bela e a Adormecida com o projeto gráfico original, além de trazer para o Brasil uma obra de arte que chocou o mundo ao modernizar dois contos de fadas, infantis na visão de mundo criada pela Disney, mas adulta e impactante por meio do trabalho de Neil Gaiman. Chris Riddell é a cereja do bolo nessa equação, com traços belíssimos em um estilo de arte detalhista e carregado, com toques de dourado para suavizar e apontar em qual elemento sua atenção deve estar para que a narrativa não termine vazia e sem a sua reflexão.

Poderia ser apenas mais uma história que reuniria A Bela Adormecida e A Branca de Neve, porém Gaiman resolveu uni-las sob uma perspectiva que pode ser julgada erroneamente como feminista, mas que pelo contrário se mostrou cheia de sentimentos que podem ser trazidos para o nosso dia-a-dia. Dúvidas, ímpetos, obrigações e vontades acompanham o desenvolvimento da Rainha, que vê seu reino ameaçado pela maldição do sono e decide sair ela mesma para resolver tal ameaça.

A ameaça e urgência que aumenta a cada dia surge a partir do nascimento de uma princesa que fora amaldiçoada quando jovem e que está presa em seu sono eterno, dentro de um castelo rodeado por uma floresta impenetrável. Foi com a ajuda de três anões que a Rainha parte para acordar a Princesa e evitar que a maldição chegue ao seu reino. Para isso já sabemos o que é preciso, não é mesmo? Um beijo!

E é nesse momento em que o livro ganhou ainda mais destaque. A polêmica do beijo entre uma Princesa e outra Rainha, com histórias e semelhanças de duas personagens infantis famosas, foi o que gerou a revolta do público. A grande sacada do autor foi não usar nomes em nenhum momento da história, ou seja, não somente a narrativa tem aplicabilidade, mas qualquer um dos leitores pode ser algum daqueles personagens.

Fica claro a intenção de modernizar e trazer personagens mais fortes e independentes, afinal mesmo sendo Rainha e Princesa, em momento algum falamos de Reis e Príncipes! O mesmo acontece para a jornada que acompanhamos ao ver uma personagem feminina abandonar seu vestido e casamento para usar sua cota de malha, uma espada e sair cavalgando em direção ao Leste, se tornando uma heroína que as histórias mais atuais exigem.

O trabalho gráfico da Rocco acompanha o requinte e beleza da arte de Riddell, que nos faz vontade de emoldurar cada página ou quadro ilustrado. Nada como belíssimas ilustrações para fortalecer a leitura, dar leveza e ritmo, além de favorecer à reflexão, afinal ele nos guia para dentro de um mundo mágico que até podemos reconhecer de outros contos de fada, porém que tem vida própria e exige atenção para captarmos os sentimentos e pensamentos contidos em cada parágrafo e personagem. Os detalhes, com o cuidado de onde estão aplicados a cor dourada, só mostram a atenção do autor e ilustrador para com os leitores; e que capitulares tem esse livro!

Seria estragar a história ao comentarmos mais sobre a jornada da Rainha, a aventura dos anões, os outros personagens que surgem para complementar a história, além de qualquer detalhe sobre o final. Desfecho este que gostamos pela surpresa e reviravolta, afinal já estávamos esperando um clichê, mas que não se concretizou! Você vai amar essa leitura e vai querer que esse livro decore a sua coleção. Com certeza vale a sua atenção e dedicação para ler e apreciar cada ilustração.

Gostou da nossa resenha? Então aproveite a oportunidade para comprar o seu exemplar de A Bela e a Adormecida pelo link do Bookeando, e nos ajude a manter o site!

0

Novos livros de Star Wars são adiados!

Se você esperava sair do cinema depois de Star Wars: O Despertar da Força para ler ainda mais sobre o novo cânone, infelizmente você vai precisar esperar mais um pouco.

Star Wars Aftermath Life Debt

Depois do sucesso de Afermath: Marcas da Guerra (que você confere a resenha aqui) e Star Wars: Estrelas  Perdidas (que você confere a resenha ainda essa semana), a editora Del Rey anunciou que New Republic: Bloodline, da autora Claudia Grey, e Aftermath: Life Debt, do autor Chuck Wendig, tiveram seus lançamentos adiados.

Star Wars New Republic Bloodline

De acordo com o twitter da editora, teremos o atraso de pelo menos 2 meses para cada título. Será que seria um tempo maior para deixar os livros ainda melhor?

Claudia Grey se mostrou uma excelente autora com Estrelas Perdidas e Chuck Wendig escreveu o que podemos considerar o melhor livro do novo cânone até agora (e melhor que muitos do selo Legends)!

Lembrando que esses livros fazem parte do Jornada para O Despertar da Força e se passam entre os episódios VI e VII, de Star Wars.

Agora é esperar pelo anuncio oficial da Editora Aleph, para Aftermath, e da Editora Seguinte, para Bloodline. Enquanto isso torcemos pelo anuncio da novelização de O Despertar da Força e também Before the Awakening, um prequel com Rey, Finn e Poe, mas ainda sem editoras e datas confirmadas no Brasil.

0

Trailer de 11/22/63, nova adaptação de Stephen King para série de TV pelo Hulu

Depois de muita espera finalmente temos o primeiro trailer de 11/22/63, a adaptação do livro escrito por Stephen King para série de TV, pelo Hulu (serviço de streaming parecido com Netflix). No Brasil o livro foi lançado pela Suma de Letras e como nome de Novembro de 63.

Capa Novembro de 63 FINAL.indd[SINOPSE] A vida pode mudar num instante, e dar uma guinada extraordinária. É o que acontece com Jake Epping, um professor de inglês de uma cidade do Maine. Enquanto corrigia as redações dos seus alunos do supletivo, Jake se depara com um texto brutal e fascinante, escrito pelo faxineiro Harry Dunning. Cinquenta anos atrás, Harry sobreviveu à noite em que seu pai massacrou toda a família com uma marreta. Jake fica em choque… mas um segredo ainda mais bizarro surge quando Al, dono da lanchonete da cidade, recruta Jake para assumir a missão que se tornou sua obsessão: deter o assassinato de John Kennedy. Al mostra a Jake como isso pode ser possível: entrando por um portal na despensa da lanchonete, assim chegando ao ano de 1958, o tempo de Eisenhower e Elvis, carrões vermelhos, meias soquete e fumaça de cigarro.

Após interferir no massacre da família Dunning, Jake inicia uma nova vida na calorosa cidadezinha de Jodie, no Texas. Mas todas as curvas dessa estrada levam ao solitário e problemático Lee Harvey Oswald. O curso da história está prestes a ser desviado… com consequências imprevisíveis. Em Novembro de 63, livro inédito de Stephen King, a viagem no tempo nunca foi tão plausível… e aterrorizante.

2

Vaga-Lume / O Escaravelho do Diabo estreia em 2016 no cinema!

Depois de anunciarmos as primeiras imagens e o atraso na estreia de O Escaravelho do Diabo, finalmente temos a confirmação de que o filme estreia dia 14 de janeiro! O livro, da autora Lucia Machado, já está na sua 27° edição e é um dos preferidos da infância de muita gente, afinal quem nunca leu a coleção Vaga-Lume?

Escaravelho do Diago

Uma série de crimes contra pessoas ruivas assusta uma cidade do interior. Após a morte de seu irmão, Foguinho, Alberto, garoto de 13 anos, decide investigar o que está acontecendo e conta com a ajuda do experiente, porém esquecido, Inspetor Pimentel (Marcos Caruso).

Dirigido por Carlo Milani, o filme conta com Thiago Rosseti, Marcos Caruso, Jonas Bloch e um elenco reforçado pelas maiores estrelas do cinema nacional. Clique aqui e confira as imagens divulgadas da produção.

0

Resenha / O Livro Secreto

O Livro Secreto Gregory SamakLivro: O Livro Secreto

Autor: Grégory Samak

Editora: Intrínseca

Um pequeno livro, mas com uma grande mensagem. O autor francês Grégory Samak encontrou em suas 170 páginas uma maneira de alertar a humanidade sobre o perigo iminente de repetirmos os erros do passado ao tentarmos esquecê-los. Uma leitura diferente sobre o nazismo e a vontade do homem em reescrever o que jamais poderá ser alterado.

Elias Ein, um judeu aposentado da sua função de vendedor de seguros que se muda para uma casa incomum às margens do rio Inn, na Áustria. Ao explorar a sua nova residência, uma escada o leva à um lugar misterioso da casa, repleto de livros e, entre eles, O Grande Livro da Vida; Elias então descobre que em suas mãos estão as vidas e os destinos dos seres humanos.

Ao entrar em contato com o livro, Elias acaba descobrindo que consegue viajar no tempo e decide então alterar os fatos do passado negro em sua vida. Será uma busca pela salvação das pessoas que ama, ao mesmo tempo em que seu ódio e revolta serão confrontados com a dúvida sobre o impacto de suas ações, o futuro de um povo e a história da humanidade. Imagine ter o poder de um deus e a consciência de um homem, com o coração tomado de vontades e medos.

Por se tratar de um livro curto e rápido, infelizmente não temos como ficar explorando algumas ações de Elias sem cairmos no erro de soltar algum spoiler. Entretanto o que pode até ser considerado um clichê rendeu um final que pode surpreender os leitores e segue como uma obra que vem dividindo opiniões (o que aconteceu entre a equipe do Bookeando). Gostaríamos que vocês compartilhassem conosco o que acharam do desfecho do livro e da jornada de Elias.

Dividido em 3 partes, o autor consegue trabalhar a narrativa e deixa claro que o seu trabalho está longe de ser uma ficção fantástica ou científica sobre viagem no tempo, mas sim um romance carregado de sentimentos. Longe de ser uma leitura pesada e negativa, O Livro Secreto não é uma história simples e rasa, mas sim daqueles livros que conseguem te deixar refletindo ao final da leitura. Uma curiosidade a parte é a referência à obra de Mozart ao dividir suas etapas da narrativa; Grégory Samak usa “Rex”, “Tremendae” e “Majestis”, que fazem parte de um Réquiem, uma missa para os mortos, já nos preparando para a temática do livro.

Uma leitura agradável, rápida e cheia de reflexões sobre um passado não tão distante, mas que pode voltar a nos assombrar em meio ao pesadelo dos conflitos religiosos e étnicos que, hoje, acompanhamos tão de perto e em tempo real.

Gostou da nossa resenha? Então aproveite a oportunidade para comprar o seu exemplar de O Livro Secreto pelo link do Bookeando e nos ajude a manter o site!

0

Livro de Guillermo del Toro vai virar série pela Netflix

Final do ano passado a Intrínseca publicou Caçadores de Trolls, livro do conhecido cineasta Guillermo del Toro em parceria com Daniel Kraus, e agora a Netflix anuncia expansão de sua parceria com a DreamWorks com a produção de uma série baseada em seu livro, além de outras produções.

Guillermo-del-Toro-Netflix

Caçadores de Trolls é um livro sobre os medos e criaturas que se ocultam onde menos se espera. Jim Sturges é o típico adolescente na cidade de San Bernardino: tem um pai superprotetor, um melhor amigo meio desajeitado e uma paixão platônica por uma menina que nem sabe que ele existe. Mas isso tudo muda quando um mistério de décadas ressurge, ameaçando a vida de todos os moradores da entediante cidadezinha. Junto com um grupo de heróis improváveis, Jim terá que enfrentar monstros com um gosto especial por carne humana. Clique aqui e conheça o hotsite oficial da edição nacional de Trollhunters!

Além da adaptação literária para seriado, também foi anunciada uma nova versão de Voltron, uma série animada sobre uma equipe de exploradores do espaço que pilotam um gigante super robô conhecido como Voltron.

Ainda sem muitos detalhes sobre as produções, mas já podemos esperar algo simplesmente incrível, afinal temos a qualidade Netflix e o talento de del Toro, além de ser um livro MUITO legal ganhando mais espaço como série de TV!

Fiquem de olho no Bookeando para mais informações e aproveitem para comprar o seu exemplar de Caçadores de Trolls nosso link!

0

Livros que ganharão filmes em 2016

Esse ano tem muito filme bom para estrear nos cinemas, porém vamos listar os livros que ganharão suas versões para o cinema em 2016. Preparados? Então vamos começar…

filme livro 2016 a quinta onda rick yanceyLivro/Filme: A Quinta Onda
Data de Estreia: 14 de janeiro
Elenco Principal: Chloe Moretz, Nick Robinson, Live Schreiber e Ron Livingston.

A Terra repentinamente sofre uma série de ataques alienígenas. Na primeira onda de ataques, um pulso eletromagnético retira a eletricidade do planeta. Na segunda onda, um tsunami gigantesco mata 40% da população. Na terceira onda, os pássaros passam a transmitir um vírus que mata 97% das pessoas que resistiram aos ataques anteriores. Na quarta onda, os próprios alienígenas se infiltram entre os humanos restantes, espalhando a dúvida entre todos. Com a proximidade cada vez maior da quinta onda, que promete exterminar de vez a raça humana, a adolescente Cassie Sullivan (Chloe Grace Moretz) precisa proteger seu irmão mais novo e descobrir em quem pode confiar.

livro filme 2016 a escolha nicholas sparksLivro/Filme: A Escolha
Data de Estreia: 04 de Fevereiro
Elenco Principal: Teresa Palmer, Benjamin Walker e Alexandra Daddario.

Travis Parker (Benjamin Walker) tem uma vida confortável, um bom emprego, amigos leais e uma casa em pequena cidade costeira. Ele busca diariamente viver plenamente e acredita que um relacionamento sério limitaria o seu estilo de vida. Isso até que Gabby Holland (Teresa Palmer) se muda para a casa ao lado. Mesmo que ela tenha um namorado, a moça o instiga logo de cara e faz com que os dois se entreguem a uma relação que nenhum deles esperava.

livros filme 2016 orgulho e preconceito e zumbisLivro/Filme: Orgulho e Preconceito e Zumbis
Data de Estreia: 18 de Fevereiro
Elenco Principal: Lily James, Sam Riley e Matt Smith

Inglaterra, século XIX. Uma misteriosa praga espalha zumbis por todos lados, mas Elizabeth Bennet (Lily James), especialista em artes marciais e no manuseio de armas, está preparada para enfrentar os piores mortos-vivos. O que a incomoda de verdade é ter que conviver e lutar ao lado do arrogante Sr. Darcy (Sam Riley).

 

livro filmes 2016 serie divergente convergente veronica rothLivro/Filme: Divergente
Data de Estreia: 17 de Março
Elenco Principal: Shailene Woodley, Theo James e Ansel Elgort.

Primeira parte da adaptação cinematográfica do livro “Convergente”, de Veronica Roth, que é o desfecho da série Divergente. A sociedade baseada em facções, na qual Tris Prior acreditara um dia, desmoronou – destruída pela violência e por disputas de poder, marcada pela perda e pela traição. Em Convergente, o poderoso desfecho da trilogia de Veronica Roth iniciada com Divergente e Insurgente, a jovem será posta diante de novos desafios e mais uma vez obrigada a fazer escolhas que exigem coragem, fidelidade, sacrifício e amor.

Llivro filme 2016 alice através do espelhoivro/Filme: Alice Através do Espelho
Data de Estreia: 26 de Maio
Elenco Principal: Mia Wasikowska , Johnny Depp e Helena Bonham Carter

Sequência de Alice no País das Maravilhas, sucesso de 2010 dirigido por Tim Burton e adaptado dos livros de Lewis Carroll. Em um dia entediante, sentada no sofá e observando sua gatinha brincar com um novelo de lã, Alice fica intrigada ao olhar-se em um espelho e notar que ele refletia sua casa ao contrário. Ela entra no espelho e mergulha em um universo repleto de novas aventuras, onde o tempo corre de trás para frente e onde ela reencontra personagens já conhecidos, como a Rainha Vermelha e os gêmeos Tweedledum e Tweedledee (de “Alice no País das Maravilhas”), e conhece novas criaturas estranhas e cativantes.

livro filme 2016 como eu era antes de você jojo moyesLivro/Filme: Como Eu Era Antes de Você
Data de Estreia: 03 de Junho
Elenco Principal: Sam Claflin, Emilia Clarke e Vanessa Kirby.

Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Trabalha como garçonete num café, um emprego que não paga muito, mas ajuda nas despesas, e namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe. Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Tudo parece pequeno e sem graça para ele, que sabe exatamente como dar um fim a esse sentimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro.

livro filme 2016 quem é você alasca?Livro/Filme: Quem é Você, Alasca?
Data de Estreia: 09 de Junho
Elenco Principal: Não definido

Miles Halter tem fascinação pelas últimas palavras que grandes pessoas disseram antes de morrer. Vive de devorar biografias. Mas está cansado de ter só isso para livrá-lo do tédio que é a vida com os pais, na Flórida. Em busca do que o poeta François Rabelais chamou em suas últimas palavras de o “Grande Talvez”, Miles sai de casa para ingressar na Escola Culver Creek, um internato no Alabama. Muitas coisas o esperam lá; entre elas, Alasca Young. Inteligente, engraçada, louca e incrivelmente sexy, Alasca vai arrastar Miles para seu labirinto e catapultá-lo sem misericórdia na direção do Grande Talvez.

livro filme 2016 inferno dan brownLivro/Filme: Inferno
Data de Estreia: 13 de Outubro
Elenco Principal: Tom Hanks, Felicity Jones e Irrfan Khan

O renomado professor de simbologia de Harvard, Robert Langdon (Tom Hanks) visita a Itália e se envolve em mais uma aventura envolvendo símbolos ocultos e corporações secretas. Ele se vê em uma jornada em que procura desvendar os mistérios do clássico da literatura “A Divina Comédia”, de Dante Alighieri.

Numa corrida contra o tempo, Langdon luta contra um adversário assustador e enfrenta um enigma engenhoso que o arrasta para uma clássica paisagem de arte, passagens secretas e ciência futurística. Tendo como pano de fundo o sombrio poema de Dante, Langdon mergulha numa caçada frenética para encontrar respostas e decidir em quem confiar, antes que o mundo que conhecemos seja destruído.

livro filme 2016 harry potter animais fantásticos e onde habitamLivro/Filme: Animais Fantásticos e Onde Habitam
Data de Estreia: 18 de Novembro
Elenco Principal: Eddie Redmayne, Katherine Waterston, Alison Sudol, Ezra Miller e Collin Farrel.

Baseado no livro homônimo de J.K. Rowling. O excêntrico magizoologista Newt Scamander (Eddie Redmayne) chega à cidade de Nova York com sua maleta, um objeto mágico onde ele carrega uma coleção de fantásticos animais do mundo da magia que coletou durante as suas viagens. Em meio a comunidade bruxa norte-america que teme muito mais a exposição aos trouxas do que os ingleses, Newt precisará usar suas habilidades e conhecimentos para capturar uma variedade de criaturas que acabam saindo da sua maleta.

livro filme 2016 O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças PeculiaresLivro/Filme: O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares
Data de Estreia: 25 de Dezembro
Elenco Principal: Eva Green, Asa Butterfield, Samuel L. Jackson, Ella Purnell e Alison Janney.

A história começa com uma tragédia familiar que lança Jacob, um rapaz de 16 anos, em uma jornada até uma ilha remota na costa do País de Gales, onde descobre as ruínas do Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares. Enquanto Jacob explora os quartos e corredores abandonados, fica claro que as crianças do orfanato são muito mais do que simplesmente peculiares. Elas podem ter sido perigosas e confinadas na ilha deserta por um bom motivo. E, de algum modo – por mais impossível que possa parecer – ainda podem estar vivas.

Fique de olho, pois atualizaremos a lista com todas as informações que você precisa para não perder nenhuma das adaptações de 2016!

0

Novidades do filme Assassin’s Creed, com Michael Fassbender

Assassin’s Creed já é uma das grandes expectativas para os filmes que estrearão em 2016 e finalmente temos o logo do filme e a primeira imagem de Michael Fassbender, no papel do assassino Callum Lynch.

Filme-Assassins-Creed-Michael-Fassbender

A série de jogos lançada pela Ubisoft já é considerada uma das franquias mais populares dos video games, vendendo mais de 73 milhões de cópias e sendo adaptada para quadrinhos, livros, curta metragens e agora o seu próprio filme.

Michael Fassbender Assassins Creed

“Tenho jogado desde a escolha do autor para a produção para ter uma ideia de como o personagem seria fisicamente”, confirmou o autor em entrevista sobre a adaptação. “Estamos batalhando por algo especial. Acreditamos que todo o conceito em torno dele é especial e estamos fazendo o nosso melhor. Os fãs são realmente apaixonados: são específicos e esperam por detalhes e precisão históricas. Estamos realmente tentando alimentar e aproveitar o elemento diversão. Estamos trabalhando duro para fazer algo especial”.

Alan Rikkin Jeremy Irons Assassins Creed

Para aumentar ainda mais a ansiedade dos fãs e o marketing ao redor do filme, a Ubisoft divulgou um cartão de visita de Alan Rikkin, Templário, CEO da Abstergo e personagem interpretado pelo ator Jeremy Irons, com um telefone e e-mail que levaram os fãs à uma mensagem sobre sua ausência do escritório até o dia 25 de Março. Será que nessa data teremos a estreia de uma campanha do filme?

Vamos ficar de olho nas novidades de um dos filmes mais esperado de 2016, que chega apenas em Dezembro. Enquanto isso, clique aqui para ler outras notícias e resenhas da série Assassin’s Creed aqui no Bookeando.

0

Novo livro de Kiera Cass, a autora de A Seleção, chega em Janeiro!

Depois do sucesso de A Seleção, série de livros escrito por Kiera Cass, a Editora Seguinte anunciou o novo livro da autora. “A Sereia” chega nas livrarias no dia 26 de janeiro, com lançamento simultâneo aos EUA.

A Sereia Kiera Cass

Essa edição é ainda mais especial para os brasileiros, pois a foto da capa foi tirada na Bahia, na Praia do Espelho. Para deixar ainda mais especial, o livro vem com uma carta exclusiva da Kiera para os leitores brasileiros.

Não conhece o trabalho da autora Kiera Cass? Então clique aqui e conheça tudo sobre os livros da série A Seleção!

[Sinopse: Uma menina misteriosa. O garoto de seus sonhos. A Água entre eles.

Anos atrás, Kahlen foi salva de um naufrágio pela própria Água. Para pagar sua dívida, a garota se tornou uma sereia e, durante cem anos, vai precisar usar sua voz para atrair pessoas até o mar e afogá-las. Kahlen está decidida a cumprir sua sentença à risca, até que ela conhece Akinli. Lindo, carinhoso e gentil, o garoto é tudo com que Kahlen sempre sonhou. Apesar de não poderem conversar — pois a voz da sereia é fatal —, logo surge uma conexão intensa entre os dois. É contra as regras se apaixonar por um humano, e se a Água descobrir, a sereia será obrigada a abandoná-lo para sempre. Mas pela primeira vez em muitos anos de obediência, Kahlen está determinada a seguir seu coração.]

Aproveite para comprar o seu exemplar pelo link do Bookeando e comece 2016 com uma boa leitura!

0

Inferno, com Tom Hanks, ganha primeiras imagens

Já são seis anos desde O Código DaVinci e Anjos e Demônios, porém finalmente temos as primeiras imagens de Inferno, adaptação cinematográfica do sucesso escrito por Dan Brown. Confiram…

O filme chega em Outubro de 2016 com Tom Hanks, no papel do criptologista Robert Langdon, e Felicity Jones será Sienna Brooks, que juntos se envolvem em mais uma aventura com símbolos ocultos e corporações secretas para desvendar os mistérios do clássico da literatura “A Divina Comédia”, de Dante Alighieri.

Numa corrida contra o tempo, Langdon luta contra um adversário assustador e enfrenta um enigma engenhoso que o arrasta para uma clássica paisagem de arte, passagens secretas e ciência futurística. Tendo como pano de fundo o sombrio poema de Dante, Langdon mergulha numa caçada frenética para encontrar respostas e decidir em quem confiar, antes que o mundo que conhecemos seja destruído.

Se prepare para o filme com o livro, lançado pela Editora Arqueiro, e em promoção pelo link do Bookeando!

0

Galera Record lança O Aprendiz, sucesso no Wattpad de Taran Matharu

Primeiro volume da série Conjurador, “O Aprendiz” é um prato cheio para os fãs de Harry Potter, O Senhor dos Anéis e outros clássicos da fantasia. Com referências a jogos de RPG, Pokémon e Skyrim, o romance mescla a magia dos mundos fantásticos com criaturas poderosas em duelos de tirar o fôlego.

O Aprendiz Conjurador Taran Matharu

Fletcher é um órfão de 15 anos e, para sua surpresa, conseguiu invocar um demônio do quinto nível. O problema é que apenas os nobres deveriam ser capazes de conjurar criaturas e usá-las na guerra contra os orcs. Mas plebeus como Fletcher também podem ser conjuradores, e o garoto consegue uma vaga na Academia Vocans, uma escola de magos que prepara seus alunos para os campos de batalha. Lá, ele irá enfrentar o bullying dos nobres, mas também aprenderá feitiços e fará amigos incomuns, como anões e elfos. Além de se provar digno de uma boa patente na guerra, Fletcher e seu grupo de segregados precisam se unir e vencer o preconceito que sofrem na desigual sociedade de Hominum.

Aproveite para comprar o seu exemplar pelo link do Bookeando e comece 2016 com uma boa leitura!

0

Harry Potter ganha hotel temático em Londres

Os fãs de Harry Potter que forem a Londres para o The Making of Harry Potter Tour já tem um lugar bem especial para ficar. O Georgian House Hotel oferece as incríveis Wizard Chambers e Enchanted Chambers.

Hotel Temático Harry Potter The Wizard Chambers

The Wizard Chambers

São ambientes criados para transportar os hóspedes para um mundo totalmente diferente. Esses quartos únicos possuem um estilo misterioso e gótico, com pôsteres, poções, garrafas, caldeirões e muitos outros itens mágicos incríveis.

Hotel Temático Harry Potter The Enchanted Chambers

The Enchanted Chamber

Os hóspedes que optarem pelo pacote em um dos quartos temáticos ainda tem a opção de usarem o translado que o hotel oferece para o Warner Brothers Studio Tour e conferir onde foram gravados os filmes da franquia Harry Potter.

Uma noite no Wizard Chambers, para duas pessoas e com café-da-manhã, o investimento é de £269. Já a Enchanted Chambers sai por £209. Esses preços não incluem nenhum tour disponível por Londres ou nos estúdios. Acesse o site oficial do hotel para fazer a sua reserva!

Apenas um lembrete para os fãs. Os quartos do Georgian House Hotel não fazem parte do tour oficial oferecido pela Warner Bros e nem são atrações oficiais licenciadas.

0

Resenha / Star Wars: Tarkin

Star Wars Tarkin James LucenoLivro: Tarkin

Autor: James Luceno

Editora: Aleph

Tarkin é aquele livro que já começa cativando pela capa nostálgica, com a imagem do ator Peter Cushing e com Darth Vader em suas sombras, surpreende por ser um livro com uma narrativa diferente dos dois livros que fazem parte do novo cânone (Um Novo Amanhecer e Marcas da Guerra) e completa um pequeno vácuo na história ao nos apresentar quem realmente é Moff Wilhuff Tarkin.

O autor, James Luceno, já é um veterano ao ter seu décimo livro da saga Star Wars publicado e fazendo parte do novo cânone. Confesso que não vejo a hora de ler mais sobre o Lado Negro, assim como Darth Plagueis que a Editora Aleph lançará em breve, porém fui surpreendido por ter, pela primeira vez, um livro que vai te fazer vibrar pela jornada do Império. Uma narrativa que vai remontar o passado de Tarkin em Eriadu, um planeta da Orla Exterior em que sua família se fez poderosa, sua participação nas Guerras Clônicas, a sua função na construção da primeira Estrela da Morte e, por fim, sua missão ao lado de Darth Vader.

Talvez o grande esforço do livro, com resultado positivo, seja criar um background para inserir (de maneira digna e completa) um personagem famoso dentro do novo cânone, além de explicar alguns pontos importantes para o que teremos pela frente. A partir de agora sabemos o motivo do atraso da primeira Estrela da Morte, o primeiro nome do Imperador Palpatine (Sheev Palpatine), explorar ainda mais a Orla Exterior (local em que possivelmente a Nova Trilogia de Star Wars se concentrará) e, por fim, fortalecer a imagem do Moff Tarkin como um grande vilão, já que ele está sendo resgatado pela série Star Wars Rebels.

O livro apresenta uma leitura densa e demorada nos momentos de flashbacks  que interrompem a narrativa para explorar o passado de Tarkin até o seu crescimento dentro do Império e o que podemos arriscar de chamar de proximidade/amizade com Palpatine, afinal ele é o homem mais próximo do imperador. O ponto alto da história, como um presente para os fãs de Star Wars, é o deleite de termos o crescimento da parceria entre Tarkin e Darth Vader que se inicia com suas diferenças e conflitos entre os dois ao mesmo tempo em que se respeitam pelas habilidades individuais, mas que dependerá da inteligência estratégica de um e talento em campo de batalha do outro para sobreviver.

A principal missão desse livro, ao planeta Murkhana, sob ordens de Palpatine, atrás de aparatos tecnológicos que poderiam criar interferência na comunicação dos Rebeldes será a cereja do bolo. É nesse ponto que a reviravolta envolvendo um agente da inteligência da antiga República, dois jornalistas contrários ao Império e uma conspiração que levaria o envolvimento dos Separatistas ao lado de um outro personagem que você só descobrirá ao ler o livro.

Não pense que faltarão sequências de batalhas espaciais, a força e habilidade do Lado Negro e muitos desafios que usarão a inteligência de Tarkin para construir o excelente personagem que já conhecemos. James Luceno nos mostrou como se faz a construção bem feita e sólida de um personagem que os fãs de Star Wars respeitam e admiram, considerado por muitos o grande vilão do primeiro filme da saga.

Diferente de Um Novo Amanhecer, que nos apresenta Kanan, e Marcas da Guerra, que expandiu ainda mais as histórias que serão contadas, Tarkin amarra os detalhes da trilogia clássica, apresenta elementos que podem nos preparar para Rogue One, o primeiro filme spin-off programado para 2016, e ainda resgata pontos importantes das séries animadas Clone Wars e Rebels.

Do início do livro, com Tarkin experimentando o seu uniforme imperial à sua ascensão ao cargo de Grand Moff, o lançamento da Editora Aleph faz parte do novo cânone de Star Wars e preenche várias lacunas do passado da saga. Uma leitura agradável e obrigatória aos fãs.

Gostou da resenha? Aproveite a oportunidade para comprar o seu exemplar pelo link do Bookeando e nos ajude a manter o site!

0

Dark Horse reunirá Neil Gaiman, Fábio Moon e Gabriel Bá em nova HQ

Finalmente teremos o encontro de três dos grandes talentos das graphic novels atuais. Neil Gaiman, Fábio Moon e Gabriel Bá se reunirão, pela Dark Horse, em How to Talk with Girls at Parties (Como falar com garotas em festas). Essa será uma adaptação do conto do autor britânico publicado em Coisas frágeis.

Neil Gaiman How to Talk to Girls at Parties

“Eles possuem uma estética de narrativa em que a linguagem corporal é tudo. A história toda gira em torno do que está na cabeça dos narradores. Então, é algo bem difícil de se fazer nos quadrinhos”, analisou Gaiman para o site Publishers Weekly. O escritor afirmou ainda ser um grande admirador de Moon e Bá. How to Talk to Girls at Parties também será adaptado para o cinema em 2016. A direção do filme será de John Cameron Mitchell, e no elenco estão Ruth Wilson, Nicole Kidman, Elle Fanning, Matt Lucas, Alex Sharp, Riry Nolan e outros.

Ainda sem previsão de lançamento no Brasil (pela Panini ou Devir, as últimas editoras que publicaram as graphic novels dos gêmeos), nos EUA a HQ chega em Junho de 2016.

Fonte: Universo HQ

0

O Bebê de Bridget Jones ganha primeiras imagens do elenco

Depois da polêmica continuação de Bridget Jones, e a produção de um terceiro filme para o cinema, temos as primeiras imagens do elenco pela revista Entertainment Weekly.

Sharon Maguire é a diretora de O Bebê de Bridget Jones, título do terceiro filme, com Renée Zellweger, Mark Darcy e Patrick Dempsey, com destaque para a saída de Hugh Grant. O roteiro é de Helen Fielding, autora da série literária, e David Nicholls, autor do livro Um Dia, e vai explorar as mudanças na vida de Bridget por conta da descoberta de uma inesperada gravidez.

O filme tem estreia programada para 28 de Junho de 2016, nos Estados Unidos, enquanto os fãs brasileiros (mesmo com medo de como pode ser esse filme) seguem sem notícias de quando o filme chegará por aqui.

1

S., o livro quebra-cabeça de J. J. Abrams

Quando lançaram S., em 2013 um livro criado por J. J. Abrams e escrito por Doug Dorst, todos os fãs do cineasta ficaram insanos (eu me incluo na lista) para poder ler algo que fosse à altura das criações para cinema e TV que já conhecemos.

S-Livro-J-J-Abrams-02

A maior supresa e alegria foi quando soubemos que a Editora Intrínseca seria a responsável pelo lançamento nacional e agora, no mês do lançamento, pudemos ter em mãos não apenas um livro qualquer, mas sim uma obra de arte. Algo que vai além da simples leitura para uma experiência única.

Fizemos um vídeo de unboxing com a nossa experiência ao abrir o livro pela primeira vez, depois de ter visto o lançamento no estande da Intrínseca durante a CCXP 2015, para vocês entenderem a grandiosidade desse projeto e como vai além de qualquer coisa que você possa ter lido.

Diretor, roteirista e produtor de dezenas de filmes e séries, Abrams assina sucessos como Lost, Alias e Felicity — além da direção de dois filmes da franquia Missão Impossível e do sétimo episódio da saga Star Wars, O Despertar da Força, que estreou em essa semana. Já o premiado escritor Doug Dorst concorreu ao Hemingway Foundation/PEN em 2009 por Alive in Necropolis e venceu o Jeopardy! — tradicional programa de perguntas da TV norte-americana — por três vezes.

Dessa parceria incomum nasceu uma celebração à cultura analógica e ao livro como objeto. Em entrevista concedida à revista The New Yorker, Abrams explica: “Na era do e-mail e das mensagens instantâneas, quando tudo é enviado para a nuvem e torna-se intangível, S. é intencionalmente tangível. Queríamos incluir coisas que você pode segurar nas mãos: cartões-postais, fotocópias, documentos jurídicos, páginas de jornais, um mapa desenhado em um guardanapo.”

S-Livro-J-J-Abrams-01

A inspiração para este projeto ambicioso surgiu quando Abrams encontrou um livro em um banco no aeroporto. Ao abri-lo, deparou-se com a seguinte mensagem: “Para quem encontrar esse livro: por favor, leia-o, leve-o a algum lugar e deixe-o para que outra pessoa o encontre.”

Lançado em 2013 nos Estados Unidos, S. chega em dezembro às livrarias brasileiras após dois anos de trabalho de uma equipe formada por cerca de 15 pessoas. Além da complexidade na adaptação e na tradução da narrativa repleta de códigos e pistas escondidas, a conversa desenvolvida pelos personagens nas margens e os textos dos anexos foram totalmente escritos à mão para depois ser digitalizados.

Aos leitores que encontrarem S., enviamos outra mensagem: não há regras para a leitura da obra. Aproveitem a experiência única e íntima de ler, ao mesmo tempo, um livro e as anotações deixadas por seus outros leitores, de encontrar documentos e cartas que foram trocados e de desvendar grandes mistérios.