Google+
Notícias
0

Dia Nacional do Livro / Alfabetização e Literatura

Hoje, no dia 18 de abril, aniversário do escritor brasileiro José Bento Monteiro Lobato, considerado o pai da literatura infantil no Brasil e criador de O Sítio do Pica-pau Amarelo, é comemorado o Dia Nacional da Literatura Infantil, em nosso país.

Dia-Nacional-do-Livro-Literatura-e-Alfabetização

Neste ano, o projeto APRENDER.digital promoverá no dia 18 de abril, uma ação de incentivo à leitura para crianças em idade pré-escolar, alunos do Centro de Educação Infantil Augusto Sandino, no bairro Santa Cândida, em Curitiba. Unir alfabetização e literatura é o objetivo dos organizadores. “Aprender a ler e escrever é um processo mágico que abre as portas de um mundo novo à criança. E este é o momento ideal para conciliar a alfabetização com o prazer da leitura de livros infantis. Nosso projeto pretende ampliar o número de leitores em nosso país. E para que isso aconteça, deve-se começa desde muito cedo, ”, explica Naira Passoni.

Idealizadores e autores do livro O nome da gente, que enriquece o trabalho escolar de alfabetização, a partir do próprio nome da criança, Naira Passoni e Parahuari Branco, do projeto APRENDER.digital, tiveram a iniciativa de promover para alunos do pré do C.E.I Augusto Sandino, a experiência de terem em mãos um livro personalizado com seu nome, feito especialmente para cada um deles, do qual também são personagens. No dia do evento, após um dia de contação de histórias na escola, que incluirá clássicos infantis e obras de outros autores, as crianças serão presentadas com os exemplares de O nome da gente.
“Desenvolvemos projetos voltados a educação e uma das nossas frentes é a alfabetização”, explica Parahuari. “Por isso, é gratificante poder oferecer a crianças tão pequenas um livro próprio, personalizado, no qual cada uma possa se ver na história, identificar seu nome escrito e, assim, contribuir para despertar nelas o gosto pela leitura”, finaliza.

O evento é exclusivo para o C.E.I Augusto Sandino, mas, quem quiser colaborar com esta iniciativa, basta acessar o site do projeto http://bit.ly/18-de-abril ou a página do projeto no Facebook.

1

O Escaravelho do Diabo é a melhor escolha para o final de semana!

O ESCARAVELHO DO DIABO estreou essa semana e já é a melhor escolha para o cinema nesse e nos próximos finais de semana. O livro homônimo de Lucia Machado de Almeida, um clássico da literatura infanto-juvenil brasileira, foi adaptado para o cinema por Melanie Dimantas e Ronaldo Santos com direção de Carlo Milani, fotografia de Pedro Farkas, produção da Dezenove Som e Imagens, coprodução da Globo Filmes e distribuição Paris Filmes e Downtown Filmes.

Filme O Escaravelho do Diabo Cartaz

No elenco principal os estreantes Thiago Rosseti e Bruna Cavaliere, Marcos Caruso, Jonas Bloch, Celso Frateschi, Lourenço Mutarelli, Augusto Madeira, Bruce Gomlevsky, Cirilo Luna, Felipe de Carolis, Bianca Müller, Gabriela Petry e Thogum Teixeira

O Escaravelho do Diabo, best-seller lançado no início da década de 1970, foi a base para o roteiro que Melanie Dimantas e Ronaldo Santos elaboraram para o longa-metragem homônimo que estreia em todo o Brasil no dia 14 de abril. Relançado no final do ano passado pela editora ática, o romance policial integra a coleção infanto-juvenil Vaga-Lume, referência no país por despertar o gosto pela leitura nos jovens.

Na história do filme O Escaravelho do Diabo gira em torno de uma série de assassinatos que ocorrem em Vale das Flores, um pequeno município do interior. As vítimas são todas ruivas legítimas que antes de morrerem recebem um misterioso pacote contendo um escaravelho. O jovem Alberto Maltese (Thiago Rosseti) e o delegado Pimentel (Marcos Caruso) vão investigar os crimes e tentar solucionar o mistério que abala a pacata cidade.

Para mais informações acesse o site oficial www.oescaravelhododiabo.com e a página no Facebook.

0

CCXP 2016 / Toei Animation no Brasil!

A terceira edição da CCXP – Comic Con Experience confirma uma parceria inédita com a Toei Animation, o maior estúdio de animes do mundo.

CCXP-Toei-Animation

 

O projeto, desenvolvido entre os organizadores do evento e a Angelotti Licensing, prevê diversas ações programadas para a CCXP, que acontece de 1 a 4 de dezembro no São Paulo Expo, como um estande exclusivo para exposição e venda de produtos relacionados, entre outras atividades. Nos próximos meses, mais detalhes da parceria serão disponibilizados pelos organizadores da CCXP, incluindo o nome das empresas licenciadas envolvidas no projeto.

Criada em 1956, a Toei Animation produziu diversos animes conhecidos como Cavaleiros do Zodíaco, Dragon Ball, Sailor Moon, Lovely Complex, Digimon e One Piece, animação que ainda está sendo lançada do mangá mais vendido do mundo. O estúdio já trabalhou com artistas célebres como Hayao Miyazaki, Isao Takahata e Yoichi Kotabe, e também é responsável por As Meninas Super Poderosas Geração Z, em parceria com a Cartoon Network Studios. “A Toei é uma empresa do calibre que os fãs de anime presentes na CCXP merecem e desejam ver de perto. Essa parceria tem tudo para se tornar um marco no universo dos animes no Brasil”, ressalta Ivan Freitas da Costa, sócio da CCXP.

Ano passado, a Toei trouxe à CCXP um painel oficial do anime Cavaleiros do Zodíaco: Soul of Gold com a presença do produtor do anime Satoshi Teramoto, que também trabalhou na produção de One Piece e One Piece 3d2y. Satoshi esteve no estande da PiziiToys para uma sessão de autógrafos no sábado, dia 5. Além disso, a CCXP 2015 contou com a exibição inédita de episódios dublados de Soul of Gold.

A 3ª edição da CCXP – Comic Con Experience acontece entre 1 a 4 de dezembro no São Paulo Expo, próximo à estação Jabaquara do Metrô, com conteúdos para fãs de quadrinhos, cinema, programas de TV, desenhos animados e outras áreas da cultura pop. Para saber mais sobre o maior evento de cultura pop do país, acesse www.ccxp.com.br

0

O Nome da Gente transformas as crianças em personagens da história

Que tal um livro personalizado em que cada criança faz parte de uma divertida história? E que tal se esse livro, além de divertido, ainda colabore com a alfabetização dela? Gostou da ideia? Assim é O NOME DA GENTE, um livro personalizável para crianças de 3 a 6 anos de idade, que estejam em processo de pré-alfabetização ou que já estão sendo alfabetizadas.

Livro O Nome da Gente

Isso porque, de acordo com Naira Passoni, uma das idealizadoras do projeto, “o material incentiva a criança a reconhecer o seu nome escrito, as letras, os sons, a similaridade com outras palavras e propõe a participação da família de uma forma prazerosa, por meio da leitura, nesta importante fase de alfabetização”.

A proposta parte da ideia de que o nome próprio é um importante elemento no processo da alfabetização infantil e o livro traz esse elemento em uma história leve e divertida, na qual uma folha de papel em branco, triste, busca alguém que possa lhe rabiscar, escrever, desenhar e é aí que entra o nome da criança. “Como cada exemplar é personalizado cada criança que vai recebê-lo é também personagem do seu próprio livro, o que torna tudo ainda mais legal, ” explica Naira.

Para a personalização, o livro é totalmente feito sob demanda, por isso não é encontrado em livrarias. O livro personalizável, formato de 23cm de largura por 20cm de altura, ao preço de R$49,90 mais o frete da entrega e pode ser comprado pelo site http://aprender.digital onde é possível fazer uma simulação e ver como ficará o livro pronto com o nome desejado.

0

Resenha / O Regresso

O RegressoLivro: O Regresso

Autor: Michael Punke

Editora: Intrínseca

A história de Hugh Glass se passa num período até então romanceado em outras histórias que se deixam levar pela romance criada por Pocahontas e a busca pelo Novo Mundo, quando os Europeus descobrem a América e partem pelo desconhecido que viria a ser os Estados Unidos. No entanto, Michael Punke fez um ótimo trabalho ao pesquisar os fatos verídicos da vida de Glass para nos levar por uma história de sobrevivência e vingança, mas de uma maneira que te fará sentir na pele as dores, aflições, raiva e ódio do protagonista.

Em 1823, os caçadores da Companhia de Peles Montanhas Rochosas desbravavam terras inexploradas, enfrentando diariamente o clima implacável, as feras selvagens e a ameaça constante de confronto com os índios, que defendiam suas terras da invasão dos homens brancos.

Em uma das missões da companhia, Hugh Glass, um dos melhores e mais experientes do grupo, fica frente a frente com um urso-cinzento, é atacado e termina gravemente ferido, claramente sem chances de sobreviver. Os homens que deveriam esperar sua morte e lhe oferecer um funeral apropriado o abandonam, levando consigo as armas e os suprimentos. Entre delírios, Glass os observa fugindo e é tomado por um único desejo: vingança.

Não se surpreenda ao começar o livro acompanhando o ponto de vista dos caçadores que acompanham e deixarão Hugh Glass para a morte. Foi surpreendente começar sabendo as motivações de John Fitzgerald e Jim Bridger, nos levando sentir o mesmo ódio e desejo de vingança de Glass. Em uma sequência angustiante, a traição dos seus  “companheiros” é explicada e a necessidade em sobreviver aos perigos desconhecidos daquela terra podem até mostrar um lado humano dos personagens, mas que de nada adiantam quando progredimos no livro e acompanhamos a jornada da Companhia de Peles em comparação com a luta em se manter vivo de um caçador “morto”.

Quando assumimos o ponto de vista de Glass, o autor consegue equilibrar bem o presente com o passado do personagem, explorando por meio de flashbacks a vida dele até o momento em que se rasteja pelo rio Missouri e luta pela vida. Praticamente como um documentário do Discovery, o leitor acompanha em detalhes a dificuldade em se alimentar, suportar as temperaturas e se curar, sendo que seu corpo foi praticamente destruído pelo ataque do urso. Não se engane ao pensar que ele sobreviveu sem a ajuda de outras pessoas, porém esse contato humano também explora outro lado do contexto histórico em relação o homem branco e os indígenas.

Detalhe a parte, se o autor peca em descrever algumas das sequências iniciais da história, Punke consegue abusar da descrição ao falar do corpo debilitado de Glass e seus ferimentos em um nível viceral. Por esse início e estilo é que notamos uma evolução na maneira de descrever os desafios enfrentados pelo protagonista e nos levando para um nível de detalhamento muito alto, o que algumas horas dificulta a leitura; seja na construção de jangada, armadilhas e armas ou seus esforços para atacar e sobreviver à ameaça indígena, até mesmo ao simples acender de uma fogueira em meio à nevasca. O livro evolui muito a partir do momento em que passamos a acompanhar o protagonista, com a história ganhando vida e inundando nossa mente com as descrições de sua peregrinação por paisagens belíssimas e que ao mesmo tempo perigosas.

Não vamos contar como termina, óbvio. O importante é perceber que desde o começo tudo parece ser muito real na escrita de Michael Punke, mesmo sendo uma realidade distante. Sem contar que percebemos a extensa pesquisa que o autor realizou, disponibilizando as suas fontes e os cuidados com o contexto histórico, pontuando as partes em que precisou criar passagens baseadas em sua pesquisa por falta de detalhes.

Realmente um livro completo, com uma excelente história, muito bem trabalhada e de maneira documental, nos reservando algumas experiências reflexivas e prevalecendo o significado de sobrevivência.

Gostou da nossa resenha? Então aproveite a oportunidade e compre o seu exemplar pelo link do Bookeando e nos ajude a manter o site!

0

CCXP 2016 / Começa a venda dos ingressos!

Hora de se programar para a CCXP 2016! A Comic Con Experience (www.ccxp.com.br), maior evento de cultura pop da América Latina que reuniu 142 mil pessoas ano passado e realiza sua terceira edição entre os dias 1 e 4 de dezembro, já disponibilizou a venda dos ingressos.

CCXP-2016

Os ingressos são vendidos em três lotes, sendo que os preços do primeiro lote permanecerão os mesmo praticados em 2015. Confira os valores da meia-entrada:

  • 01/12 (quinta-feira) – R$ 69,99
  • 02/12 (sexta-feira) – R$ 99,99
  • 03/12 (sábado) – R$ 119,99
  • 04/12 (domingo) – R$ 109,99
  • Pacote para os 4 dias de evento – R$ 319,99

Para esta edição, seguindo a tradição das maiores comic cons do mundo, os primeiros confirmados são quadrinistas que atuam no mercado brasileiro e internacional. Entre os principais nomes, estão: Arthur “Art” Adams, uma das maiores lendas da arte sequencial e vencedor do Eisner Awards, o Oscar das HQs; Marcello Quintanilha, brasileiro vencedor do prêmio Fauve Polar SCNF do Festival de Angoulême 2016, principal premiação francesa das histórias em quadrinhos e uma das mais tradicionais do mundo, pela HQ Tungstênio; e Eduardo Risso, ilustrador argentino vencedor de quatro Eisner Awards com a premiada 100 Bullets. Além disso, Joyce ChinJulian TotinoMateus SantoloucoMax e Sebastian FiumaraFrank Quitely e Yanick Paquette já confirmaram presença também.

Ingressos e benefícios 

O benefício da meia-entrada, garantido por lei a estudantes de posse da carteirinha, idosos, professores e portadores de necessidades especiais, é estendido a todos que doarem um livro – entregue em bom estado de conservação na entrada do evento –, que posteriormente será incluído em cestas básicas enviadas a famílias carentes de todo o país graças à parceria com o projeto Leitura Alimenta e também entregue a bibliotecas públicas por meio da parceria com a APAA – Associação Paulista dos Amigos da Arte.

Os ingressos poderão ser adquiridos pelo site www.ccxp.com.br e podem ser parcelados em até 12 vezes sem juros no cartão de crédito ou à vista por boleto. As informações e valores sobre os outros lotes e sobre os ingressos Full Experience (que garante acesso aos quatro dias de evento com direto a benefícios como entrada exclusiva, lugar reservado no Auditório Cinemark, entre outros) e CCXP Business Summit (evento que reúne profissionais e empresas da área de entretenimento e que acontece dentro da CCXP) também estão disponíveis no site oficial.

“O sucesso da edição de 2015 aumentou ainda mais nossa expectativa para um evento grandioso. Já temos mais de 10 quadrinistas confirmados, sendo que vários deles nunca vieram para o Brasil. Os fãs podem esperar mais uma edição épica”, ressalta Ivan Costa, sócio do evento.

A CCXP em números:
2014 2015
Área 39 mil m² 55 mil m²
Público 97 mil 142 mil (45 mil pessoas a mais)
Artists’ Alley 215 quadrinistas 265 quadrinistas
Estandes 75 120
Faturamento dos expositores R$ 10 milhões R$ 15 milhões (+50%)
Conteúdo simultâneo + de 500 horas + de 600 horas
Rede oficial de hotéis 5 mil diárias
Tags: ,
0

Resenha / Trumbo

TrumboLivro: Trumbo

Autor: Bruce Cook

Editora: Intrínseca

Dessa vez você terá a oportunidade de conhecer um livro excelente e que foi bem adaptado para o cinema. Não deixe de ler a obra de Bruce Cook, que inspirou o filme com Bryan Cranston e lhe deu a indicação ao Oscar, afinal essa obra acrescenta muito mais à versão hollywoodiana. Da infância à queda da Lista Negra, o autor conseguiu explorar ao máximo o contato com os familiares e amigos para nos mostrar quem realmente foi Dalton Trumbo. Sem criar rodeios e heroísmos, o biógrafo conseguiu construir a imagem do talento que os EUA tentou apagar por meio de uma narrativa fluida e que nos instiga a cada página pelos fatos relatados em uma mistura da vida pessoal, profissional e política de Trumbo.

É fácil perceber que passamos por dois momentos no livro: a infância e o crescimento de Trumbo, com aquilo que daria base para o profissional de respeito e íntegro em suas convicções, para o diretor perseguido e a dificuldade de sobreviver ao período da Lista Negra, em que pertenceu ao The Hollywood Ten, grupo de dez diretores perseguidos por fazerem parte ou terem ligação com o Partido Comunista.

Diferente do filme, que se apoia em um humor caricato, o trabalho de Bruce Cook nos faz conhecer as dificuldades e a vida difícil de Trumbo. Seja quando jovem tendo que optar por meios não corretos para alimentar a mãe e irmã, após a morte do pai, o começo de carreira ou até mesmo já renomado e perseguido, quando opta pela ilegalidade para continuar escrevendo seus roteiros, mesmo sem o devido crédito e pagamento merecido.

A importância dos relatos de amigos e familiares servem para nos fazer entender os motivos de Trumbo, o seu lado como profissional, o câncer no pulmão (que não é mencionada durante filme), sua perseverança em escrever, mesmo estando preso, e até mesmo a liberdade de expressão de quem não podia se posicionar antigamente. Além das fotos presentes nessa edição, somente pelo livro é possível entender melhor o julgamento errôneo por conta de uma única pergunta não respondida conforme o esperado pela corte. Isso sem contar algumas curiosidades sobre Spartacus, Exodus, Papillon e outros filmes assinados por Trumbo que os cinéfilos vão adorar conhecer.

De personalidade forte, com humor peculiar e seu amor pela família, tendo em sua esposa uma companheira e cúmplice para toda a vida, esse roteirista e escritor, que adorava trabalhar dentro de uma banheira cheia d’água, teve sua vida muito bem detalhada e relatada, sem ignorar os fatores históricos, para nenhum fã de cinema botar defeito.

Não se esqueça: esse livro é parte importante para quem viu o filme, com detalhes que deixarão a história sobre a vida de Trumbo ainda mais completa! Um excelente lançamento da Editora Intrínseca que precisa estar ao lado da versão em DVD.

Gostou da nossa resenha? Então aproveite a oportunidade para comprar o seu exemplar pelo link do Bookeando e nos ajude a manter o site!

1

Novidades da Editora Aleph para a primeira metade de 2016

Essa semana tivemos o Café da Manhã Intergaláctico da Editora Aleph para livreiros e parceiros, um encontro para o anúncio dos próximos lançamentos da editora. E 2016 não poderia ter começado de maneira melhor para os fãs de ficção científica. Então vamos ao que interessa…

Guerra do Velho John Scalzi

Ainda no primeiro semestre teremos Estranho Numa Terra Estranha, de Robert A. Heinlein (autor de Tropas Estelares, que você confere a resenha aqui), Nós, do russo Zamyatin, Solaris, do polonês Stanislaw Lem, Mundo Perdido, a continuação de Jurassic Park escrita por Michael Crichton e o lançamento esperado para o mês de Abril do livro Guerra do Velho, de John Scalzi.

Leviathan Wakes

Ainda sem título em português, mas os já esperados Leviathan Wakes, do autor James S. A. Corey, Lock In, também de John Scalzi e Ancilar Justice, primeiro de uma trilogia escrita por Ann Leckie.

Biografia Douglas Adams

Os destaques ficam por conta de uma edição de colecionador de Forrest Gump, em comemoração aos 30 anos do livro escrito por Winston Groom, uma edição de luxo para a trilogia original de Fundação, de Isaac Asimov, e as duas novas edições de Neuromancer, de William Gibson, e Duna, de Frank Herbert, com capas belíssimas. Isso sem contar duas biografias que já entraram na nossa lista de mais esperadas do ano: A espetacular e incrível vida de Douglas Adams e o Guia dos Mochileiros das Galáxias e Estou Vivos e Vocês Estão Mortos, a biografia de Philip K. Dick.

Livro Star Wars Battlefront

E não podemos terminar sem falar dos lançamentos de Star Wars. Contando com o já lançado Herdeiro do Jedi, livro do autor Kevin Hearneanunciado como atração da Bienal do Livro de SP, e que faz parte do Novo Cânone de Star Wars, teremos mais 7 livros pelo menos até Setembro. Os lançamentos são: Darth PlagueisArmadilha do Paraíso, o primeiro da Trilogia Han Solo, Lordes dos Sith, Star Wars: Canalhas, livros infantis com versões ilustradas dos 7 filmes e O Retorno do Padawan, a continuação do sensacional A Academia Jedi. E para o delírio dos fãs, a Aleph confirmou o lançamento de Star Wars Battlefront e a versão romanceada de O Despertar da Força.

André Vianco Editora Aleph

Por fim, mas não menos importante, a maior surpresa para todos os presentes ficou por conta do anúncio de que André Vianco, melhor autor nacional de horror, será publicado pela Aleph. Serão ao todo 6 relançamentos durante o ano, começando por Os Sete, e com novos títulos/continuações a serem publicadas futuramente.

Ou seja, já pode fechar a conta de 2016 e criar uma carteirinha de sócio da Editora Aleph, pois pelo visto só teremos os livros deles na nossa estante! Agora é só ficar de olho no Bookeando e vamos lembrando vocês de todos os melhores lançamentos do ano…

1

Você precisa conhecer o primeiro audiolivro em 3D no Brasil

Jack O Estripador em Nova YorkEm abril acontecerá o lançamento da versão do audiolivro Jack, o Estripador em Nova York, livro da Editora Vestígio com som em 3D na quarta-feira dia 13.

A pergunta que vem a mente é: Como assim um audiolivro em 3D?

Cada cena foi gravada e editada para que o ouvinte vivencie o livro e faça parte de cada detalhe junto com os personagens. A Combinação de efeitos sonoros: detalhes do estalar da madeira, o ruido de uma porta, cada passo se aproximando ou mesmo a respiração forte dos personagens transportam o ouvinte para um novo universo.

Neste romance policial, Carver Young sonha ser um detetive, apesar de ter crescido num orfanato, tendo apenas romances policiais e a habilidade de abrir fechaduras para estimulá-lo. Entretanto, ao ser adotado pelo detetive Hawking, da mundialmente famosa Agência Pinkerton, Carver não só tem a chance de encontrar seu pai biológico como também se vê bem no meio de uma investigação de verdade, no encalço do cruel serial killer que está deixando Nova York em pânico total. Mas quando o caso começa a ser desvendado, a situação fica pior do que ele poderia imaginar, e sua relação com o senhor Hawking e com os detetives da Nova Pinkerton entra em risco. À medida que mais corpos aparecem e a investigação ganha contornos inquietantes, Carver precisa decidir: de que lado realmente está?

Com diálogos brilhantes, engenhocas retrofuturistas e a participação de Teddy Roosevelt, comissário da polícia de Nova York que viria a ser presidente dos Estados Unidos, Jack, o Estripador em Nova York desafiará tudo o que você pensava saber sobre o assassino mais famoso do mundo. E o deixará sem fôlego!

Clique aqui para escutar uma prévia do som 3D. Prepare os fones de ouvido, pois apenas com eles você poderá sentir toda a sensação do som tridimensional durante todo o suspense. Você poderá adquirir a versão completa através da Livraria Tocalivros em Jack, o Estripador em Nova York e escutar em seu celular.

0

Nova série de Rick Riordan, As Provações de Apolo, chega em Maio!

Magnus Chase está apenas começando e tem pouco tempo entre os fãs, mas já estamos ansiosos para o lançamento da nova série de Rick Riordan, As Provações de Apolo, marcado para 3 de maio. Para acalmar os ânimos a Editora Intrínseca liberou um trecho inédito do primeiro livro, O Oráculo Oculto. Clique aqui para ler.

Rick Riordan As Provações de Apolo Série Oraculo Oculto

A história, como o nome já indica, acompanhará o deus Apolo, que foi punido por seu pai, Zeus, e transformado em um adolescente mortal, com direito a espinhas e gordura abdominal. Agora, ele tentará descobrir uma forma de reverter a punição, cair novamente nas graças de seu pai e obter seus poderes de volta. Nessa longa jornada, ele contará com a ajuda de ninguém menos que Percy Jackson, mostrando o que aconteceu com o semideus depois dos acontecimentos da série Os heróis do Olimpo.

0

HBO vai lançar Objetos Cortantes, da autora de Garota Exemplar!

O thriller psicológico Objetos Cortantes está a caminho da televisão. Após o sucesso das adaptações para o cinema de Lugares Escuros e Garota Exemplar, das quais a escritora participou como roteirista, Gillian Flynn produzirá uma série de televisão baseada em seu primeiro romance. A atriz Amy Adams, de Batman vs Superman: a origem da justiça, foi escalada para o papel principal, e a direção será de Jean-Marc Vallée, responsável pelo filme indicado ao Oscar Clube de Compras Dallas.

Objetos-Cortantes-Gillian-Flynn-Amy-Adams

A produção foi comprada pela HBO e terá 8 episódios no total. O primeiro tem roteiro de Marti Noxon, que escreveu episódios de Glee, Mad Men e o roteiro do filme Eu sou o Número Quatro. Além de ser responsável pela produção, Gillian Flynn também escreverá alguns dos episódios da série, que ainda não tem data de lançamento.

O livro conta a história da repórter Camille Preaker, que, recém-saída de um hospital psiquiátrico, se vê de volta a sua cidade natal, Wind Gap, e a sua família instável, para cobrir o brutal assassinato de uma menina e o desaparecimento de outra. À medida que as investigações para elaborar sua matéria avançam, Camille começa a desvendar segredos perturbadores, tão macabros quanto os problemas que ela própria enfrenta.

Leia um trecho de Objetos Cortantes

Fonte: Editora Intrínseca

0

Disney fará Mulan live-action!

E não era piada de 1 de Abril! Segundo informações do Hollywood Reporter, depois do sucesso de Cinderella e o já esperado Alice Através do Espelho, a Disney comprou o roteiro escrito por Elizabeth Martin e Lauren Hynek que adapta a lenda de Hua Mulan, a guerreira chinesa e que ganhou versão animada em 1998.

Disney-Mulan-live-action

Chris Bender and J.C. Spink, de We’re the Millers, vão produzir o novo projeto ao lado de Jake Weiner. Ainda não sabemos se o live-action seguirá a mesma história usada pelo diretor Tony Bancroft e Barry Cook, da versão animada, porém podemos esperar uma grande produção.

A Disney tem apostado cada vez mais em suas versões live-action dos seus clássicos animados. Esse ano teremos Mogli e Alice Através do Espelho, que seguem o sucesso de Cinderella,  com Lily James, com arrecadação mundial de 336.2 milhões. A Disney também prepara um novo filme de A Bela e a Fera, com Emma Watson.

0

Resenha / Jovens de Elite

Marie Lu Jovens de EliteLivro: Jovens de Elite

Autor: Marie Lu

Editora: Rocco

[Sinopse: Imagine sobreviver a uma praga, apenas para ser marcada como uma abominação pelos seus compatriotas. Ser odiada, temida e segregada por ser diferente: esta é a vida de Adelina Amouteru, protagonista de Jovens de Elite, primeiro da nova série da autora Marie Lu, criadora da trilogia de sucesso Legend. Bestseller doThe New York Times, com direitos de adaptação para o cinema adquiridos pela 20th Century Fox, Jovens de Elite é o início de uma saga arrebatadora, leitura perfeita para fãs de histórias de fantasia medieval como Game of Thrones, com vilões dignos de Star Wars eX-Men.

A trama se passa num mundo medieval alternativo tomado por uma estranha febre que, quando não mata, deixa uma marca física nos seus sobreviventes. Uma marca única para cada um deles, que pode ser um estranho tom de pele ou um cabelo que muda de cor, por exemplo. Chamados de malfettos, alguns poucos sobreviventes, além da marca, são dotados de incríveis poderes: habilidade de controlar o ar, o fogo, a terra e até mesmo seres humanos.

Adelina é uma sobrevivente. Tudo que a jovem queria era ser aceita e amada, mas a doença a marcou e a privou de uma vida melhor. Ela é constantemente maltratada pelo pai, e sua irmã mais nova nada pode fazer para ajudar. Porém, quando tenta escapar do destino imposto a ela por seu pai, Adelina descobre que, além da cicatriz, ganhou também um dos estranhos poderes herdados pelos malfettos, e que sua vida pode mudar para sempre.

Ao encontrar um novo lar na sociedade secreta Jovens de Elite – vistos por uns como heróis, por outros como seres demoníacos –, Adelina é recrutada pela Sociedade do Punhal, um grupo de malfettos organizado pelo príncipe Enzo para lutar contra a Inquisição e a ditadura da Rainha. Heroína ou vilã? Num mundo no qual magia e política se chocam, ela é obrigada a descobrir o lado sombrio do seu coração.]

Ambientada em um lugar com claras inspirações na Itália renascentista e com uma mistura de referências desde Assassin’s Creed, X-Men e Star Wars, somos apresentados a Adelina Amouteru, uma jovem que encontra-se presa, à espera de sua execução.

Intercalando a narrativa sob o ponto de vista de Adelina e mais dois personagens, em terceira pessoa, conhecemos sobre a protagonista, suas motivações e mais sobre os Jovens de Elite.

A alguns anos, uma epidemia de uma doença denominada febre do sangue matou centenas de pessoas. Os que sobreviveram ficaram com marcas físicas permanentes e passaram a ser denominados de malfettos.

Os Jovens de Elite são os malfettos que, após a febre, descobriram ser possuidores de “poderes”. Adelina acaba conhecendo a Sociedade dos Punhais, grupo que reúne alguns desses jovens, que além de treinarem suas habilidades, tem fortes motivações políticas.

Adelina não é boa. Não é má. Mas a escuridão ameaça tomar conta de seu íntimo a cada dia.

Minha raiva aumenta. Todo mundo. Eles se curvarão aos meus pés e os farei sangrar.

A narrativa de Marie Lu é fluída, não se perdendo em extensas explicações. As coisas vão acontecendo e com isso ela aproveita o gancho e oferece aos leitores mais detalhes. A escrita está ainda mais ágil que Legend, com mais toques cinematográficos.

O epílogo é de deixar qualquer leitor sem fôlego! Quem conhece Legend, pode esperar ainda mais do estilo da autora em dar desfechos emocionantes e surpreendentes!

The Rose Society (ou “A Sociedade da Rosa”) foi lançado em outubro de 2015 nos Estados Unidos e The Midnight Star (“A Estrela da Meia-Noite”) tem lançamento previsto para outubro de 2016 no exterior. Até lá, resta aos leitores brasileiros torcer para que a editora traga logo pelo menos a continuação.

Para ler um trecho do livro clique aqui e não deixe de conferir as resenhas da série Legend, clique nos links: Legend / Prodigy / Champion.

Gostou da nossa resenha? Aproveite para comprar o seu exemplar pelo link do Bookeando e nos ajude a manter o site! E tem versão digital em ebook do livro também.

0

Deuses Americanos / Tudo sobre a série de TV

Resolvemos fazer um apanhado do que sabemos até agora sobre a adaptação de Deuses Americanos para série de TV. Vamos começar?!

  • David Slade, da série Hannibal e dos filmes da Saga Crepúsculo, será o produtor-executivo da nova série, além de diretor do episódio piloto e alguns outros durante a série.

Deuses-Americanos-David-Slade

  • Neil Gaiman, além de diretor e produtor executivo também foi confirmado como roteirista de alguns episódios.

Deuses-Americanos-Neil-Gaiman

  • Ricky Whittle será Shadow Moon. Aprovado por Neil Gaiman e escolhido pelo canal Starz que declarou: “Estou empolgado pela escolha de Ricky para o papel de Shadow. Suas audições foram extraordinárias. O processo de tirar esse mundo das páginas do livro e colocar em uma tela está apenas começando.”

Deuses-Americanos-Ricky-Whittle

  • Ian McShane será Sr. Wednesday, o viajante que busca recrutar as divindades em solo americano. O ator, famoso por seu último papel em Piratas do Caribe, já estará na produção a partir de Abril.

Deuses-Americanos-Ian-McShane

  • O twitter oficial da série American Gods confirmou Emily Browning para o papel de Laura Moon, nossa eterna Babydoll, de Suckerpunch, a esposa do protagonista. Neil Gaiman ainda declarou que: “Eu sou fascinado por Emily Browning desde Desventuras em Série. Ela tem um desafio à frente: Laura é uma personagem intrigante, e a Laura, na tela, será ainda mais desafiadora e perigosa do que nas páginas. Ela passará por coisas incríveis à frente trazendo Laura à vida”.

Deuses-Americanos-Emily-Browning

Ainda nos resta muitas informações, trailer, pôster e as primeiras imagens oficiais de American Gods, que conta com Bryan Fuller e Michael Green. A produção começa em Abril, porém ainda não tem uma data específica para estrear.

DNeil Gaiman Deuses Americanoseuses Americanos foi publicado pela Editora Conrad e teve sua terceira (e até então última) edição lançada em 2011. Este é considerado o melhor e mais ambicioso romance de Neil Gaiman. É uma viagem assustadora, estranha e alucinógena que envolve um profundo exame do espírito americano. Gaiman ataca desde a violenta investida da era da informação até o significado da morte, mantendo seu estilo picante de enredo e a narrativa perspicaz adotados desde Sandman. Neil Gaiman oferece uma perspectiva de fora para dentro – e, ao mesmo tempo, de dentro para fora – da alma e espiritualidade dos Estados Unidos e do povo americano: suas obssessões por dinheiro e poder, a miscigenada herança religiosa e suas conseqüências sociais, e as decisões milenares que eles enfrentam sobre o que é real e o que não é.

0

O Bebê de Bridget Jones ganha trailer

Já faz mais de 7 anos que os fãs de Bridget Jones esperam por um novo filme. Depois do decepcionante Louca pelo Garoto, último livro lançado pela autora Helen Fielding, o novo filme tomará um rumo totalmente diferente do livro e não acompanhará os últimos acontecimentos.

Com dois homens (Colin Firth, Patrick Dempsey) em sua vida, uma Bridget Jones (Renée Zellweger) grávida deve descobrir quem é o pai de seu bebê. Com a ajuda de David Nichols e direção de Sharon Maguire, a diretora do primeiro Bridget Jones, o filme tem estreia nacional marcada para o dia 22 de Setembro.

0

Inferno, de Dan Brown, já tem data para estrear no Brasil

Depois de muito silencio e apenas sabermos que chegaria no fim do ano, foi confirmada a estréia da próxima aventura de Robert Langdon/Tom Hanks no cinema. O filme chega dia 13 de Outubro!

Inferno Darn Brown Tom Hanks img01

Ainda sem um trailer oficial, os fãs das obras de Dan Brown seguem sem saber como será o próximo filme que nos leva para um mundo angustiante centrado em uma das obras literárias mais duradouras e misteriosas da história: O Inferno, de Dante Alighieri.

Numa corrida contra o tempo, Langdon luta contra um adversário assustador e enfrenta um enigma engenhoso que o arrasta para uma clássica paisagem de arte, passagens secretas e ciência futurística. Tendo como pano de fundo o sombrio poema de Dante, Langdon mergulha numa caçada frenética para encontrar respostas e decidir em quem confiar, antes que o mundo que conhecemos seja destruído.

0

Metro 2033: dos livros para os games e cinema

Escrito pelo russo Dmitry Glukhovsky, Metro 2033 já ganhou adaptação para os games e em breve deve chegar ao cinema. A confirmação veio pela Variety em uma entrevista com autor que confirmou a produção do filme.

Livro-Metro-2033

Publicada gratuitamente em 2002, Metro 2033 ainda teve duas sequências já em formato impresso, It’s Getting Darker e Metro 2034. O romance distópico nos apresenta os sobreviventes da Terceira Guerra Mundial que vivem nos túneis de Moscou após se refugiarem das bombas atômicas e criam uma nova forma de vida.

No livro e nos games nós acompanhamos a jornada de Artyom, um jovem de 20 anos órfão ainda criança, que enfrenta os monstros que surgem com a radiação, além de conviver com a disputa política e militar entre as facções criadas nos túneis de metrô. Comunistas, nazistas e criminosos estão constantemente interferindo na trajetória de Artyom em meio aos subterrâneos de Moscou.

Metro 2033 é um FPS (first person shooter ou jogo de tiro em primeira pessoa) da 4A Games e distribuído pela THQ.

0

Resenha / Star Wars: Troppers da Morte

Star Wars Troopers da MorteLivro: Troopers da Morte

Autor: Joe Schreiber

Editora: Aleph

Inevitável a comparação com Residente Evil, por ser um dos expoentes atuais sobre zumbis nos games, livros e cinema. Agora imagine uma versão de RE com Star Wars e você terá um vislumbre do trabalho de Joe Schreiber, porém não se engane pensando que as referências acabam por aí. Troopers da Morte surge como uma opção de leitura rápida e divertida em um livro one shot que nos leva para um ambiente grotesco e claustrofóbico. Tudo bem se você começar a ler e se pegar com certo nojo de algumas passagens durante sua estadia na nave Purgação.

Durante a navegação para o destino final dos presidiários condenados, a Nave-Prisão Purgação acaba ficando à deriva no espaço e encontra um Destróier em sua rota. Um grupo parte em uma missão de reconhecimento e em busca de peças para reparos, porém com o retorno de poucos deles é que Troopers da Morte realmente começa com o que se propôs.  Todo esse primeiro ato do livro nos faz lembrar um pouco da leitura de Alien, do autor Alan Dean Foster (clique aqui para ler a nossa resenha), com um estilo voltado mais para o suspense e intercalando a narrativa entre os personagens, o enredo do livro começa a ser montado e apresentado ao leitor.

Com alguns personagens descartáveis, o autor reserva seu maior tempo e intercala a narrativa entre Kale e Trig Longo, os filhos de um contrabandista preso e morto durante a viagem, a Dra. Sahara Cody e Waste, o andróide 2-1B, além do capitão da guarda imperial, Jareth Sartoris. Quase que pensado para o cinema, o livro é construído sobre o ponto de vista dos personagens que compõem essa história e com capítulos rápidos, dando o dinamismo que vemos em filmes hollywoodianos. Não vamos estragar a surpresa de quem ainda não leu falando das figurinhas conhecidas do Universo Star Wars que estão presentes nesse livro. Você vai precisar ler para saber quem dos personagens mais queridos aparecem nessa história.

Depois de um início voltado para a construção dos personagens e o primeiro ato focado na construção da ameaça viral/biológica que se ameaça os sobreviventes na Nave-Prisão, temos uma mudança drástica do suspense claustrofóbico para o survival horror que toda aventura e ação com zumbis pede. O autor segue a cartilha instaurada de Romero e não inova, o que não é ruim, pois, ele entrega uma narrativa completa e sem furos, dinâmica e divertida, afinal ele nos preparou para nos importarmos com alguns personagens lá no início do livro.

O autor conseguiu criar um estilo próprio de Zumbi. Diferente de lerdos e com movimentos falhos, os Stormtroopers Zumbis conseguem ser ágeis, agressivos e, o que realmente faz a diferença para o livro, todos eles possuem uma consciência coletiva. Esse detalhe vai nos levar por muitas situações perturbadoras (ah! a sequência com um certo bebê), além de explicar como os Zumbis conseguem sempre alcançar o objetivo deles e o rastro de elementos vindos dos piores splatter ou gore movies.

Sem beirar o clichê, porém com situações já esperadas pelos fãs do gênero, Troopers da Morte caminha bem por mais dois atos. Explicando todos os detalhes que nos levam até essa história diferenciada, provando ser possível o gênero survival horror existir dentro do universo vasto que Star Wars possui, Joe Schreiber consegue nos deixar viciados pela leitura com seus poucos, porém importantes pontos altos antes de nos apresentar um desfecho interessante.

Gostou da nossa resenha? Então aproveite a oportunidade para comprar o seu exemplar pelo link do Bookeando e nos ajude a manter o site!

0

Baile de Inverno de Harry Potter pode se tornar realidade

O Mundo Mágico de Harry Potter na Universal Studios em Orlando está considerando a possibilidade de trazer o Baile de Inverno dos livros e filmes para os parques temáticos. A notícia chega pelo Orlando Informer, reportando que convidados do parque estão participando de uma série de pesquisas conduzidas por membros da Universal Resort que querem saber se o publico estaria interessado em tal evento.

yuleball

Para os Trouxas de plantão; O Baile de Inverno é a dança formal que acontece durante o Natal, no ano em que o Torneio Tribuxo ocorre. A dança faz parte do quarto livro e filme: Harry Potter e o Cálice de Fogo.

Segundo a pesquisa, o Baile seria uma festa de gala de Natal especial e aconteceria em algumas noites do mês de Dezembro e inclui danças, shows, acesso noturno ao parque e brinquedos, comidas natalinas e bebidas não alcoolicas. Preço parecia ser a pergunta mais frequente com a pesquisa querendo saber quanto o publico pagaria e quanto seria caro ou barato demais.

Além do Baile, a pesquisa contava com outros eventos possivelmente sendo planejados como uma Thanksgiving Macy’s parade, parada famosa que ocorre todo ano em Nova York durante o Ação de Graças, Show de fogos tanto no Mundo Magico quanto no Beco Diagonal além de um show incluindo projeções 3D em frente ao castelo de Hogwarts.

0

Tales of Kurgala / O Espadachim de Carvão em Ópera Rock via crowdfunding

O autor Affonso Solano e a banda Marmor apresentam Tales of Kurgala, um projeto de crowdfunding para transformar o mundo de Kurgala, do livro Espadachim de Carvão, em um fantástico álbum de Ópera Rock com orquestra, composto e produzido de forma exclusiva por um time de músicos de renome internacional.

Lançado em março de 2013, o Espadachim de Carvão em pouco tempo se tornou sucesso de crítica e vendas da editora Leya (Guerra dos Tronos), abrindo portas para que a exploração em outras mídias começasse a tomar forma com quadrinhos, estátuas colecionáveis, games e animações sendo anunciados com o lançamento do 2º livro.

Espadachim-de-Carvão

Tales of Kurgala marca a próxima fase do projeto multimídia, com o autor Affonso Solano e o grupo Marmor, unindo-se ao público para transformar o mundo de Kurgala em um fantástico álbum de Ópera Rock com Orquestra, que será composto e produzido de forma exclusiva por um time de músicos de renome nacional e internacional.

Clique aqui e acesse o site do projeto para contribuir! Com cotas de patrocínio que começam em R$ 10 e vão até R$ 2.500, as recompensas são ótimas e você poderá fazer seu papel de fã. O lançamento está previsto como parte integrante do 3º livro da série, em Março de 2017.

0

Resenha / Eu Sou a Lenda

eu sou a lenda richard mathesonLivro: Eu Sou a Lenda

Autor: Richard Matheson

Editora: Aleph

Esqueça que Eu Sou a Lenda um dia foi um filme com Will Smith (afinal existem quatro adaptações cinematográfica) e prepare-se para um dos melhores livros sobre apocalipse e vampiros! Em uma edição para colecionadores e fãs do autor Richard Matheson, temos a oportunidade de revisitar uma história brilhante que ilustra elementos sobre sanidade e socialização enquanto brinca com uma narrativa distópica que nos remete ao apocalipse zumbi, porém trazendo parte da mitologia vampírica e como se pudesse ser possível explica-la cientificamente. Uma bela maneira de repensar os instintos humanos em meio ao horror e solidão.

Acompanhamos Robert Neville em sua solidão, em um cenário pós-apocalíptico, tomado por criaturas da noite sedentas de sangue. O último homem na Terra passa seus dias em busca de comida e suprimentos, lutando para manter-se vivo e lúcido em meio à solidão. A sua busca por uma cura científica para o que aconteceu com a humanidade torna-se o principal motivo de sua reclusão e acaba transformando-o em um ser humano diferente a cada dia; resultando em uma narrativa que nos leva à visão de mundo, muitas vezes deturpada, e por ele se considerar “o último homem” as coisas precisam ser combatidas a partir do seu ponto de vista sobre certo e errado.

Matheson cria algo que conhecemos na primeira edição do livro, da Devir, e tivemos o prazer de voltar a ler com o relançamento da Editora Aleph: o horror que afeta o psicológico dos seus personagens. Robert Neville pode se proteger com barreiras físicas, mas não consegue escapar dos barulhos que vem de fora para dentro da sua casa, ameaçado pelas criaturas noturnas e minando sua sanidade pouco a pouco. Sem contar que a cada encontro com as criaturas, um misto de zumbi e vampiro, vão te deixar sem fôlego!

Como uma bela metáfora criada pelo autor, é hilário notar que a extinção de um ser não necessariamente está relacionada com a morte, mas sim com o surgimento de uma raça superior ou até mesmo a reclusão por falta de aceitação de um grupo. Para mim, o final de Eu Sou a Lenda é surpreendente no mesmo nível de O Planeta dos Macacos (clique aqui para ler a nossa resenha) e serve como uma lição para quem sobrevive em uma sociedade egoísta cheia de regras não escritas e estereótipos. Robert Neville nos mostra que mais do que viver, precisamos fazer parte e estarmos inseridos para não termos que construir nossa própria fortaleza e vivermos reclusos.

A nova edição de Eu Sou a Lenda não só tem um trabalho gráfico primoroso, que vai da capa dura com uma ilustração incrível de Pedro Inoue, mas também conta com dois excelentes extras: uma entrevista com o autor Richard Matheson em 2007, na época do lançamento do filme, e uma crítica do professor Mathias Classen, da Universidade de Aarhus, sobre as questões bioculturais do romance.

Gostou da nossa resenha? Então aproveite a oportunidade para comprar o seu exemplar pelo link do Bookeando e nos ajude a manter o site!

0

Resenha / Crônicas de Elementia – Livro Um: Missão Justiça

Minecraft Missão Justiça Crônicas de ElementiaLivro: Crônicas de Elementia – Livro Um: Missão Justiça

Série: Crônicas de Elementia

Autor: Sean Fay Wolfe

Editora: Rocco

Nos desafiamos mais uma vez ao receber nosso primeiro livro sobre a nova mania mundial: Minecraft. Nunca jogamos e apenas entendemos a proposta do jogo, por isso deixamos o preconceito de lado e nos surpreendemos com uma leitura agradável e viciante, escrita por um adolescente. Um livro ideal para os fãs que passam horas em frente ao computador criando seus próprios mundos e histórias, além de ser uma alternativa para aqueles que não curtem livros.

No livro, três novos jogadores de Minecraft – Stan, Charlie e Kat – são vítimas de preconceito e perseguição de usuários mais experientes no servidor Elementia e se veem envolvidos em grandes batalhas contra as forças do mal contra um rei tirânico e sua trupe.

Acompanhamos os personagens principais, Kat, Charlie e Stan, sendo esse último o principal e o foco da história, tornando-se o personagem mais legal e indo além de um simples jogador de Minecraft, com uma missão maior. Charlie se mostrou um personagem que não consegue ganhar tanto espaço e Kat passa a maior parte do tempo como uma amiga mandona; você também vai conhece-los como Stan2012, King Charles_XIV KitKat783. Além do misterioso (e um tanto quanto irritante)  Senhor A, conhecemos outros importantes “vilões” da história: King Kev (King_Kev) e a equipe eRATO-1, com Geno, Becca99 e Leonidas 300, os responsáveis por colocar Stan e seus amigos em perigo durante a jornada em Elementia.

Com uma narrativa interessante e com um plot que pode até parecer clichê, o autor trabalha pontos mais importantes para nos levar para o universo criado por ele e se preocupou em detalhar o mundo de blocos que Minecraft possibilita para os leitores. As batalhas são um pouco exageradas e algumas vezes aparecem gratuitamente, o que é compreensível afinal estamos falando de um game!

A riqueza de detalhes é o ponto alto do livro. A cada página podemos imaginar as construções com os milhares de blocos e cada elemento criado por eles. Sean conseguiu recriar um mundo possível de ser reconhecido, mas com as características peculiares que Minecraft permite.

Durante a leitura o autor cria uma trama que nos leva ao principal mistério do livro, porém por se tratar de uma fan-fiction com uma história mais simples, conseguimos ir desvendando o que seria a grande revelação desse primeiro livro. Tudo para preparar o que virá a seguir no próximo livro, A Nova Ordem (ainda não anunciado pela editora).

Uma série com leitura simples, rápida e, acima de tudo, agradável. Esse livro vai conquistar os fãs de Minecraft e chamar atenção até mesmo dos que não estão acostumados em procurar nos livros uma excelente aventura. O trabalho de Sean Fay Wolfe promete, assim como o personagem Stan, ir se aperfeiçoando com esse novo universo capaz de nos apresentar ação, aventuras e mistérios ainda mais incríveis.

Gostou da nossa resenha? Então aproveite a oportunidade para comprar o seu exemplar pelo link do Bookeando e nos ajude a manter o site!

0

Ator de Ciclope será Wade Watts em Jogador Nº 1 no cinema!

Finalmente o próximo filme de Steven Spielberg começa a ganhar mais forma! Depois dos anúncios de Olivia Cooke, como Art3mis, e Ben Mendelssohn como o vilão, finalmente temos o ator que interpretará Wade Watts, o personagem principal de Jogador Nº 1: Tye Sheridan, o jovem (e novo) Ciclope de X-Men: Apocalipse.

Jogador-N-1-Ator-Tye-Sheridan-Ciclope-X-Men

No filme, o ano é 2044 e a Terra não é mais a mesma. Fome, guerras e desemprego empurraram a humanidade para um estado de apatia nunca antes visto. Wade Watts é mais um dos que escapa da desanimadora realidade passando horas e horas conectado ao OASIS – uma utopia virtual global que permite aos usuários ser o que quiserem; um lugar onde se pode viver e se apaixonar em qualquer um dos mundos inspirados nos filmes, videogames e cultura pop dos anos 1980. Mas a possibilidade de existir em outra realidade não é o único atrativo do OASIS; o falecido James Halliday, bilionário e criador do jogo, escondeu em algum lugar desse imenso playground uma série de easter-eggs que premiará com sua enorme fortuna – e poder – aquele que conseguir desvendá-los.

Jogador Nº 1 marca o retorno de Spielberg à Warner Bros. após 14 anos e deve chegar somente no primeiro trimestre de 2018. Fiquem de olho no Bookeando para mais informações.

0

Séries de TV baseadas em livros que estreiam em 2016!

A moda pegou, muitas séries esse ano serão lançadas baseadas em livros! Para alguns leitores a adaptações televisivas rendem boas discussões, mas  a maioria de nós fãs curtimos pelo menos ver a carinha dos atores que foram escolhidos para alguns papéis super especiais e queridos do nosso coração. Vem com a gente curtir a lista…

Shadowhunters

1. Shadowhunters, baseada na série Os Instrumentos Mortais da autora Cassandra Clare

[SINOPSE: Após sua mãe ser raptada, Clary precisa adentrar no sombrio mundo da caça aos demônios para encontrar pistas que possam ajudá-la a encontrar sua mãe] No Brasil a série só foi a maior estreia do Netflix no país, a cada semana um capitulo novo, e sinceramente só o Jace e o carinho dos detalhes dos livros inseridas na série valem cada minuto. Eu curti e vocês?

Second-Chance

2. Second Chance, baseada no livro Frankenstein da autora Mary Shelley

[SINOPSE: Após Jimmy Pritchard ser assassinado num assalto na casa de seu filho, Pritchard é trazido de volta à vida no corpo de um homem mais novo por um bioengenheiro milionário.]

War-and-Peace

3. War and Peace, baseada no livro Guerra e Paz do autor Liev Tolstói

[SINOPSE: À medida que o conflito entre a Rússia com Napoleão atinge o seu pico, cinco famílias aristocráticas enfrentar a possibilidade de suas vidas sendo mudado para sempre]

The-Magicians

4. The Magicans (a minha preferida), baseado na trilogia Os Magos do autor  Lev Grossman. É simplesmente viciante!

[SINOPSE: Quentin Coldwater é um adolescente do Broklyn, com uma inteligência acima da média, mas o mesmo não pode se dizer sobre suas habilidades sociais. Quando ele é aceito na Academia Brakebills, uma renomada e secreta escola de magia, ele descobre que sua fantasia não irá resolveu todos os seus problemas. Assim, deverá lidar com sua falta de sociabilidade ao longo do caminho, e vai descobrir que aprender magia não é tão animador quanto ele imaginava]

11-22-63

5. 11.22.63, baseada no livro do autor Stephen King

[SINOPSE: O professor de ensino médio Jake Epping viaja de volta no tempo para prevenir o assassinado do presidente John F. Kennedy – mas sua missão está ameaçada por Lee Harvey Oswald e pelo próprio passado, que não quer ser mudado]

Emerald-City

6. Emerald City, baseada no livro O Mágico de Oz do autor L. Frank Baum

[SINOPSE: Arrastada para o olho de um tornado, Dorothy Gale, de 20 anos, é transportada para outro mundo – uma terra mágica na qual um poderoso mágico proibiu a mágica e domina diferentes reinos. Esta série é uma leitura do mundo de Oz como você nunca viu, com guerreiros letais, bruxas que fazem planos na escuridão e uma garota do Kansas se torna a heroína que guarda consigo o destino deste mundo]

The-Shannara-Chronicles

7. The Shannara Chronicles, adaptação do segundo livro da trilogia Shannara escrita por Terry Brooks.

[SINOPSE: A narrativa mistura mágica com tecnologia primitiva e conta a história da Terra em um futuro distópico, no qual um holocausto nuclear e químico fez com que a civilização retornasse a uma espécie de época medieval. No livro, acompanhamos a história da família Shannara, cujos descendentes são detentores de mágica ancestral]

Jonathan-Strange-&-Mr.-Norrell

8. Jonathan Strange & Mr. Norrell adaptação do livro de Susanna Clarke

[SINOPSE: A série mostra uma Inglaterra Vitoriana onde a magia é coisa recorrente, e uma dupla de magos tenta aumentar seus poderes enquanto ajuda o governo britânico na guerra contra a França]

Lucifer

9. Lucifer, baseado no personagem dos quadrinhos Sandman de Neil Gaiman.

[SINOPSE: Inspirado no personagem dos quadrinhos Sandman, a série mostra o Senhor do inferno que desistiu de sua função e resolveu ser dono de uma casa noturna em Los Angeles]

0

Oscar 2016 / Ponte dos Espiões, novo filme de Tom Hanks, chega em home vídeo

O novo filme de Tom Hanks, PONTE DOS ESPIÕES, está concorrendo à 6 Oscar e para você se preparar para o show da premiação mais importante para o cinema no próximo domingo, a Fox-Sony Pictures Home Entertainment disponibiliza o filme PONTE DOS ESPIÕES para compra em Filme Digital nas plataformas multidigitais e no dia 02 de março, o título estará disponível para aluguel em Filme Digital, além dos formatos DVD e Blu-ray para compra e locação.

Ponte-dos-Epioes-lancamento-dvd-blu-ray

Baseado em fatos reais, PONTE DOS ESPIÕES é dirigido por Steven Spielberg e estrelado por Tom Hanks, sendo o quarto trabalho da dupla juntos. O filme está indicado em 06 categorias no Oscar 2016, como Melhor Filme, Melhor Trilha Sonora, entre outros.

SINOPSE: Em plena Guerra Fria, o advogado especializado em seguros, James Donovan (Tom Hanks), aceita uma tarefa muito diferente do seu trabalho habitual: defender Rudolf Abel (Mark Rylance), um espião soviético capturado pelos americanos. Mesmo sem ter experiência nesta área legal, Donovan torna-se uma peça central das negociações entre os Estados Unidos e a União Soviética ao ser enviado a Berlim para negociar a troca de Abel por um prisioneiro americano, capturado pelos inimigos.

BÔNUS DVD
· Um caso da Guerra Fria: Ponte dos Espiões
· Créditos

BÔNUS BLU-RAY
· Um caso da Guerra Fria: Ponte dos Espiões
· Berlim 1961: Recriando o cenário
· O avião espião U-2
· Troca de espiões: Relembrando o ato final
· Créditos

FICHA TÉCNICA
DIRETOR: Steven Spielberg
ELENCO: Tom Hanks/ Mark Rylance/ Scott Shepherd (II)/ Amy Ryan/ Sebastian Koch/ Alan Alda/ Austin Stowell/ Peter McRobbie/ entre outros
DURAÇÃO: 142 minutos
CLASSIFICAÇÃO: 12 anos

0

Resenha / Alien

Alien Alan Dean FosterLivro: Alien

Autor: Alan Dean Foster

Editora: Aleph

Diferente de qualquer outra edição que recebemos para resenha, não podemos começar esse post de outra maneira a não comentando o trabalho gráfico. Por ser um livro “simples” e que teoricamente não necessitaria de um trabalho primoroso, a Editora Aleph surpreende mais uma vez ao lançar no mercado uma edição belíssima e apaixonante, com capa metalizada e esverdeada, para qualquer colecionador, seja de Alien ou de literatura, ter em sua estante. Além do trabalho gráfico, a nova edição brasileira não economizou em conteúdos extras, encerrando a leitura com entrevistas realizadas com Sigourney Weaver, a Ripley, e o diretor Riddley Scott.

Além das duas ilustrações retirada dos filmes da série Alien e grafismos para o título do livro, chegamos ao presente da editora para os fãs brasileiros: uma carta exclusiva de Alan Dean Foster! Foi graças a ela que uma novelização criou o interesse pela leitura, afinal nunca gostei desse tipo de livro. Sustos, tensão e aflição, era a promessa do autor para a sua narrativa e o que nos manteria angustiados pelas próximas 300 páginas.

A história todos já conhecem, afinal o filme e o livro são de 1979. Resumindo, em mais uma missão em busca de petróleo, a Nostromo tem como sua tripulação, Dallas, o líder da missão, Ellen Ripley (Ah! Saudades da atuação de Sigourney Weaver) e Lambert, responsáveis por extrair o petróleo, Ash, o cientista, Parker e Brett, engenheiros/mecânicos responsáveis pelo maquinário e funcionamento da nave, e, por fim, Kane, um executivo que ficaria supervisionando a missão. No retorno para a Terra, após a extração de petróleo nos confins do Universo, Mãe, a inteligência artificial que controla a Nostromo, retira os passageiros do hipersono para que pudessem investigar mais sobre a origem do sinal. É a partir de então que eles chegam em uma antiga nave e, com o ataque de uma estranha criatura a Kane (o personagem descartável), surge a grande ameaça e uma das monstruosidades mais famosas da ficção científica: o Alien.

É fácil perceber o quanto ficamos inquietos e incomodados durante a leitura, pois ela se dá de uma maneira claustrofóbica e elevando a urgência dos fatos ao máximo, dando a sensação de que o perigo é ainda maior. Alan Dean Foster conseguiu acertar no tom da narrativa para nos levar para dentro do jogo de caça e caçador, como se estivéssemos sempre sob o ataque iminente do Alien.

Assim como no filme, a ameaça é invisível e presente. O medo que paira sobre os personagens fica mais perceptível na leitura, fazendo com que o terror psicológico nos influencie ainda mais. A tensão criada pela narrativa é capaz de te prender à leitura ao mesmo tempo que você tem receio de virar a próxima página e se assustar pelo horror que está à frente. Diferente do filme, o livro ganha muito mais valor por explorar o interior dos personagens, suas angustias e pensamentos; uma maneira de explorar o que o cinema não mostra e enaltecendo o que os livros sabem fazer de melhor: instigar a nossa imaginação e nos proporcionar uma imersão ainda maior.

Leia o livro e se envolva com a imersão proporcionada pelo autor; se a produção cinematográfica sofreu com o tempo e os efeitos datados, a novelização desse clássico se mantém atual e vai conseguir retirar de você bons sustos e momentos prazerosos de terror e excelente leitura.

Gostou da nossa resenha? Então aproveite a oportunidade para comprar o seu exemplar pelo link do Bookeando e nos ajude a manter o site!

0

Harry Potter and the Cursed Child é o novo livro da série e será publicado em Julho!

Pottermore anunciou  a publicação do livro HARRY POTTER AND THE CURSED CHILD, a novelização do script escrito para a peça de teatro que estreia dia 31 de Julho no Canadá e EUA.

HARRY POTTER AND THE CURSED CHILD

O roteiro é baseado na  história inédita  escrita por  J.K. Rowling, Jack Throne e John Tifanny, e terá como protagonista o jovem Alvo Severo Potter, filho do meio de Harry e Gina , e se passa após o epílogo dezenove anos depois  do final de “ Harry Potter e as Relíquias da Morte”.

“Enquanto Harry luta contra um passado que se recusa a ficar onde pertence, o seu filho mais novo, Alvo, deve lidar com o peso de um legado familiar que nunca quis. Conforme o passado e o presente se fundem perigosamente, ambos pai e filho aprendem a incômoda verdade: algumas vezes, a escuridão vem de lugares inesperados” – Fonte Pottermore.

O livro será publicado pela editora Scholastic, que também publicou os livros da série Harry Potter no mercado americano. Aguardamos ansiosamente algum pronunciamento da editora Rocco.

É MUITA EMOÇÃO NUM POST SÓ! A equipe do Bookeando esta ansiosa para julho… E vocês?!

0

Resenha / Twist

Capa-Twist-Tom-Grass-Agir-NowLivro: Twist

Autor: Tom Grass

Editora: Agir Now

[Sinopse: Como seria a vida de Oliver Twist se ele fosse um menino órfão em pleno século XXI? Recém-fugido de uma instituição para jovens criminosos aos 18 anos, Oliver é apaixonado por arte. Dotado de uma memória incrível, passa seus dias recriando de cabeça quadros famosos nos muros de Londres enquanto sonha em estudar artes plásticas. Porém, seus talentos chamam a atenção de Fagin e sua gangue de ladrões, que possuem outros planos para Twist.]

Quase dois séculos depois de Oliver Twist ser publicado, Tom Grass decidiu embarcar na difícil missão de transformar o clássico escrito por Dickens em uma obra mais afeita ao público de hoje. Para atingir seu objetivo, Grass recorre à técnica do pastiche, que consiste na citação aos mais variados autores e estilos literários.

A narrativa gira em torno da figura do jovem Oliver Twist e tem como cenário a cidade de Londres do século XXI. Procurado pela polícia após fugir de uma instituição para jovens infratores, o personagem principal é obrigado a fazer parte de uma perigosa empreitada. Recrutado por uma quadrilha liderada por FBoss, Twist tem a difícil missão de participar do roubo de valiosíssimas obras de arte.

Nas primeiras páginas do livro, há uma breve citação ao nome de Jason Bourne. A alusão ao nome do protagonista da trilogia cinematográfica Bourne não se dá por acaso. A narrativa se desenvolve no ritmo dos filmes estrelados por Matt Damon. Assim como na trilogia Bourne, perseguições extraordinárias, dispositivos tecnológicos e falsas identidades fazem parte da narrativa criada por Tom Grass. O leitor atento certamente reconhecerá na trama de Twist todos os elementos que compõem os thrillers de ação e suspense.

Por esses motivos, Twist não se destina aos leitores das obras de Charles Dickens. A releitura do clássico de Dickens tem como alvo o público afeito aos thrillers de ação. Os fãs das perseguições em alta velocidade e das fugas espetaculares não vão se decepcionar.

Gostou da nossa resenha? Então aproveite a oportunidade para comprar o seu exemplar pelo link do Bookeando e nos ajude a manter o site!

0

Lançamento de Goosebumps em DVD e Blu-Ray com MUITOS extras inéditos!

Nós do Bookeando não víamos a hora de termos em mãos o DVD/Blu-Ray de GOOSEBUMPS: MONSTROS E ARREPIOS! E enfim esse momento chegou. O mais legal, além de poder rever o excelente filme da Sony Pictures são os conteúdos extras inéditos como uma cena de abertura alternativa e diferente da exibida nos cinemas.

Goosebumps-lancamento-dvd-blu-ray

Em GOOSEBUMPS: MONSTROS E ARREPIOS, chateado por ter se mudado de uma cidade grande para uma pequena, o adolescente Zach Cooper (Dylan Minnette) encontra um pouco de esperança quando descobre que uma linda garota, Hannah (Odeya Rush), mora na casa ao lado da sua. Mas cada moeda tem dois lados, e a má sorte de Zach começa quando ele descobre que Hannah é filha do misterioso escritor R. L. Stine (Jack Black), o autor da aclamada série de livros “Goosebumps”. Acontece que há uma razão para que Stine seja tão estranho… ele é prisioneiro de sua própria imaginação! Os monstros que tornaram seus livros tão famosos são reais, e Stine os mantém presos em seus livros para proteger seus leitores. Quando Zach acidentalmente liberta todos os monstros de alguns manuscritos e eles passam a assombrar a cidade; cabe à Stine, Zach e Hannah a tarefa de trazer todos de volta aos livros que pertencem.

GOOSEBUMPS tem duração total de 103 minutos e tem classificação indicativa para maiores de 10 anos pelo conteúdo assustador e intenso das ações das criaturas e das imagens, e também por um humor grosseiro.

BÔNUS DVD
· Sobrevivendo a uma Criatura Goosebumps – Guia para Iniciantes
· Coisas Estranhas Estão Acontecendo… Nas Filmagens

BÔNUS BLU-RAY
· Erros e Curiosidades do Elenco
· Abertura Alternativa
· Cenas Excluídas
· Tudo Sobre Slappy
· Sobrevivendo a uma Criatura Goosebumps – Guia para Iniciantes
· Coisas Estranhas Estão Acontecendo… Nas Filmagens
· Criaturizado!
· Galeria de Fotos do Elenco

1

Review / S. (O Navio de Teseu)

S O Navio de Teseu J J Abrams Doug DorstLivro: S. (O Navio de Teseu)

Autor: J. J. Abrams, Doug Dorst

Editora: Intrínseca

Existe um bom motivo para mudarmos o título de “resenha” para “review”: S., o lançamento da Editora Intrínseca, supera a barreira de obra literária para algo que vai além de uma simples leitura. Livro objeto, livro quebra-cabeça, livro-jogo ou até mesmo livro interativo e que leva ao extremo o termo “hipertexto”, somente possível graças ao excelente projeto gráfico, e que nos permite a chance de termos em mãos um livro não-linear. Classifique como quiser, mas saiba que você está prestes a ler uma narrativa brilhante, com tramas e mistérios repletos de níveis de entendimento de acordo com o seu grau de interesse ou dedicação.

O livro, escrito por V.M. Straka e traduzido por F.X. Caldeira, se chama O Navio de Teseu e quando começamos a ler percebemos que ao redor (nas margens, além das notas de rodapé do tradutor) existem duas pessoas conversando por meio de anotações: conheça Eric e Jen. Pronto! É aqui que paramos com os comentários sobre a história (ou as histórias) que o livro carrega para não estragar absolutamente nada da sua experiência, afinal não temos apenas um livro e sim a oportunidade de ler vários livros.

Todo o trabalho de J. J. Abrams e Doug Dorst possibilita ao menos três maneiras de leitura e isso transforma a sua experiência a partir do momento em que você abre o selo do box que envolve o livro perdido de uma biblioteca, que S. simula ser. Abaixo fizemos um pequeno guia de como você pode ler o seu livro:

  1. O que não recomendamos: Leia tudo de uma vez. Página por página, todas as anotações nas margens e pare a cada momento para dar atenção aos conteúdos anexados ao livro. Cuidado! É muita coisa para você assimilar ao mesmo tempo.
  2. O que nós fizemos: Seja seletivo e retorne ao começo 3 vezes. Dê atenção apenas ao livro escrito por V.M. Straka e às notas de tradução de F.X. Caldeira, para numa segunda leitura acompanhar as anotações de Eric e Jen. Por último, e assim conseguir resolver os 3 mistérios principais do livro (afinal existem mais enigmas a serem destrinchados e que por enquanto temos algumas teorias), use todos os anexos para acrescentar elementos ao quebra-cabeça.
  3. O que você não pode fazer: Ler apenas a história principal, para descobrir somente sobre o homem desmemoriado e misterioso, ignorando as anotações nas margens e nos conteúdos extras, apenas observando as notas de tradução.
  4. Esteja preparado para ler com um bloquinho de anotações ao lado (se não quiser rabiscar seu livro) e disposto a parar sua leitura para pesquisas (breves ou longas) na internet. Se perder a posição dos anexos, este Wiki pode te ajudar!

Um elemento importante e que você vai notar logo de início é que as anotações de Eric e Jen existem em 5 cores diferentes. Não vamos estragar a surpresa, mas é nesse ponto que a não-linearidade do livro existe ainda mais forte, pois elas não necessariamente foram escritas em ordem cronológica de acordo com a leitura principal de O Navio de Teseu.

Se a não-linearidade existe também nas anotações, o hipertexto também existe desde o início. Basta você puxar um dos anexos que existe entre as páginas e dar atenção para eles, sendo jogado numa torrente de conteúdo e, em alguns casos, obrigando você a fechar o livro, tomar notas e buscar por mais informações na internet.

Doug Dorst deixou claro as suas referências aos jogos semióticos de Umberto Eco e o surrealismo de Jorge Luis Borges, com seus labirintos, escritores fictícios e sonhos. Não é difícil perceber a influência dos livros-jogos da década de 80 e 90, que abstrai o uso de dados do RPG para o uso de documentos, anotações e pistas. Estas de um labirinto muitas vezes sem saída ou que vai exigir de você mais atenção e dedicação ao pesquisar (inclusive ficando de olho no Twitter do autor). Impossível ler S. e não lembrar de O Jogo da Amarelinha, de Julio Cortázar, ou até mesmo a coleção de livros infantis, Salve-se Quem Puder, que me deixou fascinado pela temática da não-linearidade e hipertextualidade desde muito cedo.

Comentamos sobre as características de outros trabalhos de J. J. Abrams presentes em S. e é fascinante pode ver um pouquinho de cada trabalho, seja para cinema ou TV, construindo uma história nova e que exige tanto do leitor. Numa época em que temos livros de qualquer gênero que se apoiam em triângulos amorosos apenas para criar tensões e chamar atenção do público jovem, S. vai na contramão e se mostra uma opção inteligente de leitura em meio ao mar de “qualquer coisa” que vemos nas livrarias hoje em dia.

Quem é V.M. Straka e F.X. Caldeira? F.X. Caldeira é V.M. Straka? Quem é o misterioso homem que persegue o ex-aluno de pós-graduação? O que o símbolo S. significa? O mito de Teseu faz realmente parte do livro? Devemos seguir o macaco? Por quê sempre 19? Para o que serve a roda de Eötvös? Acontecimentos de Espaço-Tempo? Cadê o 10º capítulo? É assim que termina? Essas são algumas das perguntas que possivelmente você terá durante a leitura. De início talvez você não entenda muito bem o que está lendo, mas vai se apaixonar por S. quando perceber que o livro não vai entregar as respostas sem a sua ajuda.

Esse é mais um daqueles livros que nunca terminam e sempre estará vivo na sua memória, que vai reviver aquela necessidade de comentar sobre a história com os outros e criar teorias com os amigos ou entrar em fóruns, lista de discussão ou wikis para saber o que estão comentando e as informações que deixou passar. J. J. Abrams e Doug Dorst criaram não somente um livro, e sim algo viciante que vai te prender como nenhum livro dos últimos anos jamais conseguiu fazer.